InternetData CenterAssinante

Preventivo é fundamental para detectar o câncer do colo do útero

Exame pode identificar fase inicial deste câncer, infecções pelo vírus HPV e lesões
Preventivo é fundamental para detectar o câncer do colo do útero
Por Redação Engeplus Em 02/08/2020 às 16:54

Em meio à pandemia, muitas mulheres não conseguiram reservar um tempo para cuidar de si. O momento é de cuidados no combate ao coronavírus, mas a saúde íntima feminina precisa receber atenção. Já passamos da metade do ano, e boa parte das mulheres ainda não conseguiu realizar o exame Papanicolau (preventivo). O exame pode diagnosticar diversas lesões e doenças, como o câncer do colo do útero, que atualmente é o terceiro tumor maligno mais frequente na população feminina, ficando apenas atrás do câncer de mama e colorretal.

Segundo a ginecologista e obstetra, Luciana Isolde Nunes, as mulheres devem ir ao ginecologista anualmente. “Na consulta vamos fazer o exame físico, conversar um pouco sobre a rotina da paciente, e claro, tirar algumas dúvidas. Depois disso, vamos realizar palpação das mamas e do abdômen, e a coleta do preventivo. Anualmente, mulheres que já tiveram relações sexuais devem realizar este exame”, comenta a médica.

O principal objetivo do exame Papanicolau (preventivo) é o diagnóstico do câncer do colo do útero. No Brasil, conforme o Instituto Nacional do Câncer (INCA) o câncer do colo do útero é a quarta causa de morte de mulheres. Em 2017, foram contabilizadas 6.385 mortes, e o Instituto tem a estimativa de 16.590 novos casos para este ano. 

HPV é principal causador do câncer de colo do útero

De acordo com a ginecologista, as mulheres precisam ficar atentas ao vírus do HPV, infecção sexualmente transmissível que pode causar verrugas e até câncer. “O câncer do colo do útero é uma causa de grande mortalidade em nós mulheres, mas hoje nós temos como prevenir. Nós temos uma vacina que previne o HPV-6, HPV-11, HPV-16 e HPV-18, que são os quatro tipos principais e mais agressivos. Então, por que não fazer a vacina? Sendo que, essa é a única vacina que consegue prevenir a um tipo de câncer”, destaca.

Estima-se que entre 75% e 80% da população, entre homens e mulheres, contraia um ou mais tipos de HPV ao longo da vida. Existem mais de 200 tipos, sendo que de 30 a 40 podem afetar as áreas genitais. Câncer de colo do útero, ânus, vagina e vulva são alguns tipos de cânceres relacionados ao HPV que podem atingir as mulheres.

“O principal objetivo do exame preventivo é procurar lesões pré-neoplásicas e lesões cancerosas, por isso muitas mulheres chamam este exame de ‘pré câncer’, ou seja, estamos procurando se essa mulher tem câncer do colo do útero”, conclui a ginecologista, Luciana Isolde Nunes.

Colaboração: Clara Fernandes / Novo Texto Comunicação

Leia mais sobre: