InternetData CenterAssinante

Hospital Unimed suspende cirurgias eletivas; 390 pessoas foram atendidas hoje com sintomas de Covid

Hospital Unimed suspende cirurgias eletivas; 390 pessoas foram atendidas hoje com sintomas de Covid
Foto: Rafaela Custódio / Arquivo Engeplus
Por Amanda Garcia Ludwig Em 23/11/2020 às 17:44

O Hospital da Unimed de Criciúma decidiu suspender as cirurgias eletivas já nos próximos dias por conta do expressivo aumento na procura por atendimento de casos de Covid-19. De acordo com o presidente da Unimed Criciúma, Leandro Avany Nunes, em entrevista à Rádio Eldorado, até as 17 horas desta segunda-feira, dia 23, o pronto-atendimento havia recebido 390 pessoas com sintomas ou suspeita de coronavírus.

Avany fez um comparativo entre o momento que vivemos e o que era considerado o pico anterior, no fim de junho e início de agosto. Naquelas semanas, a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) teve 18 pacientes internados ao mesmo tempo, enquanto a enfermaria mantinha 45 internados simultâneos em decorrência do coronavírus. O hospital fazia 100 atendimentos por dia. 

Apenas nesta segunda-feira, 23 de novembro, o hospital já havia recebido 390 atendimentos, dos quais sete viraram internação. A perspectiva é que até o fim do dia 13 pessoas tenham sido internadas. A média de tempo que os pacientes ficam internados é de cerca de 15 dias. "Em julho, dos pacientes que vinham consultar, 20% testavam positivo. Hoje, são de 50% a 60% de positivados. Houve uma disseminação em massa do vírus", destaca Avany.

Um comunicado interno com estas informações foi divulgado aos médicos nesta manhã, mas o vídeo viralizou nas redes sociais. "O comunicado era para os 440 médicos da Unimed, mas serve como alerta para a população. Falamos para alertar, não para preocupar", avalia o médico.

A perspectiva é que o Hospital da Unimed fique lotado nos próximos dias. Com isso, os pacientes também serão levados para o Hospital São João Batista. "Estamos pensando que serão mais de 100 pacientes internados até o fim da semana. Estamos preparados para receber todos os pacientes", destaca Avany.