InternetData CenterAssinante

Covid-19 em Criciúma: Salvaro fala sobre uso de medicamentos, suspensão de aulas e novos leitos

Assuntos foram tratados durante live na tarde desta terça-feira, dia 7 de julho
Covid-19 em Criciúma: Salvaro fala sobre uso de medicamentos, suspensão de aulas e novos leitos
Foto: Divulgação/ Decom
Por Jessica Rosso Em 07/07/2020 às 17:42

O prefeito de Criciúma Clésio Salvaro, acompanhado do secretário de Saúde Acélio Casagrante, autoridades políticas e  profissionais da saúde, realizou uma live na tarde desta terça-feira, dia 7, para informar algumas medidas preventivas e esclarecer a cerca do uso de medicamentos na cidade em relação à Covid-19. Salvaro lembrou que ainda não há uma cura para a doença e que o papel dos políticos não é de prescrever medicações. Com o aumento do número de internações no município, o secretário informou o aumento do número de leitos. A live ainda tratou da suspensão das aulas.

Salvaro disse que não vai recomendar o uso de medicamento que ainda não foi testado, mas informou que os medicamentos ficam à disposição do médico. "Conversamos com muitos médicos, e entre médicos há opiniões divergentes, o que é natural, porque a ciência não descobriu uma vacina, não descobriu a cura ainda. Receitar hidroxicloroquina, cloroquina não é papel do prefeito, dos vereadores, o nosso papel é não deixar o medicamento faltar para a população. Se há um medicamento que tem chance de salvar vidas nós vamos atrás dele. Não faltará nenhum tipo de medicamento no nosso almoxarifado, mas quem vai prescrever é o médico", afirmou Salvaro.

Por conta do número de mortes relacionadas à Covid-19, que somam 13 (residentes), o secretário de Saúde, ressaltou que destes casos, 90% tinham comorbidade (sendo a maioria hipertensão ou diabetes) e  deixou claro que para o controle dessas doenças não faltam medicamentos no município, sendo que nas unidades de Saúde é necessário a receita médica para retirar o medicamento.

"Não faltam medicamentos. Nós temos todos à disposição das pessoas, sem exceção. Pode não ter aquele que o médico prescreve, mas tem o outro com o mesmo princípio ativo. Ou seja, para controlar essas doenças que deixam a sua imunidade baixa, o município oferece", disse o prefeito.

Aulas

O Governo do Estado mantém suspensão de aulas presenciais até dia 2 de agosto. "Vamos acompanhando e monitorando. A nossa responsabilidade é com a vida das pessoas", afirmou Salvaro. 

 

Número de leitos - Medidas preventivas

O secretário de Saúde Acélio Casagrande informou que nesta terça-feira, dia 7, foi negociado o aumento do números de leitos, e com isso, foi assinado o pedido de mais dez leitos de UTI no Hospital São José, em Criciúma.  Em menos de dez dias, o município teve um salto de 50 para mais de 80 internações para tratamento ou suspeita de coronavírus.