InternetData CenterAssinante

Coronavírus: paciente que estava na lista de suspeitos morre em Criciúma

Confirmação ou descarte da doença ocorrerá após análise e liberação dos laudos pelo Lacen
Por Jessica Rosso Em 02/04/2020 às 18:32 - Atualizado há 2 meses

A Secretaria de Saúde de Criciúma informou no fim da tarde desta quinta-feira, dia 2, a morte de uma paciente que estava na lista de suspeitos de coronavírus.Trata-se de uma mulher de 71 anos de idade, residente do município de Balneário Gaivota, que estava sendo monitorada pela Vigilância Epidemiológica de Criciúma.

Conforme o boletim epidemiológico a confirmação ou descarte da doença ocorrerá após análise e liberação dos laudos pelo Lacen/ SC, da mesma forma como ocorreu com o caso anterior. A primeira morte registrada em Criciúma por coronavírus na cidade ocorreu na madrugada de quarta-feira, dia 1º de abril. O segundo teste do empresário Evaldo Stopassoli, apontou positivo para Covid-19.

Ainda conforme o boletim, Criciúma possui no total 29 casos confirmados de coronavírus, sendo sete de outros municípios. Oito pacientes residentes do município estãor recuperados da doença. Confira o comunicado da Prefeitura de Balneário Gaivota:

Uma idosa de 71 anos que estava internada em hospital de Criciúma morreu na tarde desta quinta-feira, dia 2.  A paciente é de Balneário Gaivota e estava listada como caso suspeito da doença Covid-19. Assim como ocorreu no caso da terceira morte em Santa Catarina, a confirmação ou descarte da doença ocorrerá após a análise e liberação dos laudos pelo LACEN/SC.

A Vigilância Epidemiológica de Balneário Gaivota atualiza o boletim no final desta tarde do dia 2 de abril, sendo que a paciente que se encontrava internada morreu, mas segue como suspeito no aguardo do resultado do exame, onde foram realizados duas coletas de material: nasofaringea e a outra secreção tranqueal (na qual esta tem maior chance de encontrar o vírus). É preciso aguardar os resultados para confirmação do caso. O município tem mais 23 pessoas monitoradas e dois casos descartados.

Colaboração: Renata Tonetto Angeloni

Leia mais sobre: