InternetData CenterAssinante

Contrato de serviço de transporte de pacientes por aplicativo é assinado em Criciúma

Empresa vencedora do processo licitatório é a MOP
Contrato de serviço de transporte de pacientes por aplicativo é assinado em Criciúma
Foto: Divulgação
Por Redação Em 22/04/2020 às 20:50

Na tarde desta quarta-feira, dia 22, a Prefeitura de Criciúma assinou o contrato de serviço de transporte de pacientes por meio de aplicativo. A empresa vencedora foi a MOP, que ofereceu R$ 1,77 por quilômetro. O projeto é pioneiro, visando à qualidade e a economia no transporte de pacientes da Secretaria Municipal de Saúde. Foram licitados 500 mil quilômetros em transporte de pacientes durante 12 meses. A previsão é iniciar os serviços no início de maio.

Conforme o Diretor de Tecnologia da Informação (TI) da Prefeitura de Criciúma, Tiago Pavan, os contatos com os motoristas podem ser feitos por meio do próprio aplicativo da empresa ou por meio de uma Central de Agendamentos, que ficará localizada na Secretaria de Saúde. “O paciente pode escolher a opção de pedir o carro por meio do aplicativo ou acionar a Central de Agendamento e pré-agendar o serviço”, explicou o diretor. O motorista terá até 20 minutos para atender a solicitação do paciente.

A empresa contratada oferecerá os serviços por meio de aplicativo celular 24 horas por dia, sete dias por semana, com disponibilidade de veículos para atender as solicitações da Secretaria Municipal de Saúde. “O transporte por aplicativo dos pacientes vai fornecer mais qualidade no atendimento. Os carros deverão ter idade máxima de 10 anos e ar condicionado. Assim, também proporcionará uma redução dos custos para a Administração Municipal e humanizará ainda mais o atendimento”, ressaltou o prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro.

No primeiro momento, o transporte dos pacientes será destinado àqueles que necessitam de sessões, como radioterapia, quimioterapia, fisioterapia e hemodiálise. “Dependendo do uso da quilometragem para atender esses quatro serviços, vamos utilizar também nas visitas técnicas, que é quando as enfermeiras e técnicas de enfermagem visitam pacientes acamados”, frisou o secretário de Saúde, Acélio Casagrande. 

 

Monitoramento

Na Central de Agendamentos haverá um espaço de monitoramento e os relatórios de gerenciamento deverão permitir a visualização dos dados das corridas dos seguintes acessos: corridas e gastos por usuário/passageiro; corridas e gastos por centro de custos e corridas e gastos por período de tempo.

“O sistema web deverá possibilitar aos profissionais acompanhar em tempo real os deslocamentos por meio do mapa georreferenciado, ou seja, ver no mapa a movimentação dos veículos”, ressaltou o diretor de TI. O projeto pioneiro foi desenvolvido pela Secretaria Municipal de Saúde, por meio da Diretoria de Tecnologia da Informação (TI).

Colaboração: Ana de Mattia