InternetData CenterAssinante

Capivari de Baixo registra a terceira morte por Covid-19

A vítima é uma idosa de 78 anos de idade
Capivari de Baixo registra a terceira morte por Covid-19
Foto: Rafaela Custódio / Portal Engeplus
Por Jessica Rosso Em 30/07/2020 às 21:33

A Secretaria de Saúde de Capivari de Baixo confirmou mais uma morte causada pelo coronavírus. A vítima é uma idosa de 78 anos de idade. Ela foi internada no Hospital Nossa Senhora da Conceição (HNSC), em Tubarão, no dia 8 de julho, e um dia depois, foi transferida para o Hospital São José, em Criciúma. 

Ainda na cidade de Tubarão é que a vítima foi diagnosticada com Covid-19. Ela sofreu um Acidente Vascular Cerebral (AVC) na unidade hospitalar de Criciúma, em consequência do estado de saúde grave, e hoje, dia 30, veio a falecer.

Esta é a terceira morte pela Covid-19 em Capivari de Baixo. As duas anteriores são de dois homens, um de 70 anos e outro de 73 anos de idade, ambas no mês de julho.

Grave 

As autoridades municipais de saúde lembram que Capivari de Baixo está num momento delicado de proliferação do coronavírus e de aumento de casos de pessoas contaminadas. Ontem, 29, às 18h, o número de casos confirmados de Covid-19 por testes rápidos e Lacen, juntos, alcançou o recorde de 447. Ainda há mais 50 testes de suspeitos aguardando resultado do Lacen e outros 294 casos de suspeitos, sem exames, sendo monitorados. “É sabido por todos que a região se encontra em classificação grave de contaminação. A situação de Capivari é idêntica a dos demais municípios da região. É passada a hora de determinadas pessoas de repensarem eventuais atitudes contrárias às recomendações contidas nos protocolos definidos pelo poder público, que são baseados nas orientações do Comitê Extraordinário Regional de Combate à Pandemia.  Não espere que o pior aconteça dentro da sua família para somente depois acreditar na gravidade da doença e da situação. Faça agora, já a sua parte, usando máscara, cuidando da higiene pessoal e se possível, ficando em casa. Se precisar sair, os cuidados que é preciso ter são bastante conhecidos”, alerta a secretária de Saúde, Adriana Machado Rufino.