InternetData CenterAssinante

Vigilância Epidemiológica já trabalha com a possibilidade de segunda morte por meningite

Resultado dos exames que confirmam a causa das mortes deve sair entre 5 e 10 dias
Por Heitor Carvalho Em 24/09/2019 às 17:49

Mesmo ainda aguardando os resultados dos exames encaminhados ao Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen) de Santa Catarina, localizado em Florianópolis, a Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde de Criciúma já trabalha com a possibilidade de duas mortes por meningite em menos de 24 horas. Os óbitos foram de dois meninos, um de 7 meses e outro de 1 ano e 5 meses, ambos frequentavam o Centro de Educação Infantil (CEI) AFASC Beato Aníbal Maria di França, no bairro São Francisco, em Criciúma.

De acordo com Michele Hilário, coordenadora do setor de agravos da Vigilância Epidemiológica, medidas já estão sendo tomadas. “Todos os alunos, professores e funcionários do CEI que eles frequentavam foram medicados na tarde de hoje”, afirma.

Ainda na tarde desta terça-feira, dia 24, a Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive) de Santa Catarina informou que o resultado com a confirmação da causa da morte das duas crianças ficará pronto entre 5 e 10 dias.

LEIA MAIS