InternetData CenterAssinante

Paciente pode ter morrido por H1N1 em Tubarão

Vítima de 52 anos estava no hospital e passou por tratamento
Por Rafaela Custódio Em 18/04/2019 às 11:30

A Diretoria de Vigilância Epidemiológica (DIVE) está apurando um caso de um homem de 52 anos que teria morrido por H1N1. Ele foi internado em janeiro no Hospital Nossa Senhora da Conceição, em Tubarão,  para uma cirurgia, mas na unidade foi constatado que o paciente estava com H1N1. O tratamento foi realizado, porém no dia 3 de março, ele faleceu.

De acordo com o gerente Regional de Saúde de Criciúma, Fernando de Faveri, a equipe epidemiológica está avaliando o caso. O paciente realmente tinha H1N1, porém ele recebeu o tratamento e tinha diversos problemas de saúde, então não se sabe se foi apenas isso. “Temos que esperar a equipe avaliar o caso e soltaremos uma nota explicando os fatos”, ressalta.

A vítima ficou internada durante dois meses e faleceu no dia 3 de março. O laudo apontou que a causa da morte foi o H1N1. “Ele tinha diversos problemas, não apenas H1N1, então precisamos realmente saber o que aconteceu. Ainda hoje, a Dive informará sobre o caso”, finalizou.

A gripe H1N1 consiste em uma doença causada por uma mutação do vírus da gripe. Também conhecida como gripe suína, o H1N1 é um subtipo da Influenza A.  

Leia mais sobre: