InternetData CenterAssinante

Mais de 1,5 milhão de comprimidos ansiolíticos consumidos em 2018

Antidepressivo também está entre os medicamentos mais consumidos
Mais de 1,5 milhão de comprimidos ansiolíticos consumidos em 2018
Por Heitor Carvalho Em 29/05/2019 às 17:17

Ao todo 1.526.690 comprimidos de clonazepam foram distribuídos para a população criciumense por meio da Secretaria de Saúde de Criciúma em 2018. O clonazepam é o princípio ativo do Rivotril, medicamento controlado e tarja-preta, que é indicado para tratamento de ansiedade, convulsão e epilepsia.

Os mais de 1,5 milhão de comprimidos consumidos em Criciúma, são em grande parte para o tratamento da ansiedade, informa Franciele Gava, secretária de saúde do município. “O mundo hoje, a rotina, tudo isso faz com que as pessoas vivam sempre ansiosas”, afirma.

O clonazepam pertence à classe dos medicamentos benzodiazepínicos, que são medicamentos que causam uma inibição, ainda que leve, do sistema nervoso, dessa forma relaxando a musculatura e tranquilizando o paciente. “Em função desse relaxamento, dessa tranquilidade, é que temos um grau de dependência da sociedade nesse tipo de medicamento”, destaca a secretária.

Mas não apenas a ansiedade é um mal que atinge a população criciumense, a depressão também é um deles, e nesse caso a indicação é pela fluoxetina. “Hoje temos entre os dez medicamentos controlados mais consumidos, em terceiro lugar um ansiolítico, que é o clonazepam, e um antidepressivo em sexto, que é a fluoxetina”.

Dois pontos são importantes reforçar quanto ao consumo desses medicamentos, que eles não são usados apenas para o tratamento de ansiedade ou depressão, e que esses números correspondem apenas aos pacientes que são atendidos no Sistema Único de Saúde (SUS).