InternetData CenterAssinante

Drauzio Varella faz palestra em Criciúma

Médico estará no AM Master Hall na quinta-feira, dia 1º de fevereiro
Drauzio Varella faz palestra em Criciúma
Foto: Divulgação
Por Redação Engeplus Em 31/01/2018 às 08:48

O médico e escritor Drauzio Varella estará em Criciúma nesta semana para realizar a palestra “Saúde e qualidade de vida em todas as fases da vida”. O evento ocorrerá na quinta-feira, dia 1º, no AM Master Hall, às 20 horas.

Os ingressos podem ser adquiridos no Bairro da Juventude, na Esucri ou online, através do site Ingresso Nacional. Os interessados podem optar por comprar o ingresso normal (R$150), ingresso para estudantes (R$ 75), ingresso solidário normal (R$ 80), ou solidário estudante (R$ 50).

Na opção ingresso solidário, no dia do evento, é necessário levar uma caixa de leite ou um pacote de café + 1 kg de feijão + 1 kg de açúcar, ou então um cartão presente dos supermercados Manentti, Angeloni, Bistek ou Giassi. “Todos os convites comprados da forma solidário, além da arrecadação, serão destinados ao Bairro da Juventude, que atende milhares de crianças e adolescentes de Criciúma e região”, informa afirma um dos organizadores do evento, Paulinho Vargas.

A palestra é uma promoção do Sistema Nacional de Saúde (SNS), Eyecomm Eventos, Faculdades Esucri, Rádio Guarujá e demais empresas parceiras.

Sobre o palestrante

Drauzio Varella é médico cancerologista, formado pela USP. Nasceu em São Paulo, em 1943. Foi um dos fundadores do Curso Objetivo, onde lecionou química durante muitos anos. No início dos anos 1970, trabalhou com o professor Vicente Amato Neto, na área de moléstias infecciosas do Hospital do Servidor Público de São Paulo. Durante 20 anos, dirigiu o serviço de Imunologia do Hospital do Câncer (SP) e, de 1990 a 1992, o serviço de Câncer no Hospital do Ipiranga, na época pertencente ao Inamps.

Foi um dos pioneiros no tratamento da Aids, especialmente do sarcoma de Kaposi, no Brasil. Em 1986, sob a orientação do jornalista Fernando Vieira de Melo, iniciou campanhas que visavam ao esclarecimento da população sobre a prevenção à AIDS, primeiro pela rádio Jovem Pan AM e depois pela 89 FM de São Paulo.

Na Rede Globo, participou das séries sobre o corpo humano, primeiros socorros, gravidez, combate ao tabagismo, planejamento familiar, transplantes e diversas outras, exibidas no Fantástico.

Em 1989, iniciou um trabalho de pesquisa sobre a prevalência do vírus HIV na população carcerária da Casa de Detenção do Carandiru. Desse ano, até a desativação do presídio, em setembro de 2002, trabalhou como médico voluntário. Atualmente, faz o mesmo trabalho na Penitenciária Feminina de São Paulo.

Na Amazônia, região do baixo rio Negro, dirige um projeto de bioprospecção de plantas brasileiras com o intuito de obter extratos para testá-los experimentalmente em células tumorais malignas e bactérias resistentes aos antibióticos. Esse projeto, apoiado pela Fapesp, é realizado nos laboratórios da Universidade Paulista (Unip) em colaboração com o Hospital Sírio-Libanês.

Colaboração: Amanda Garcia Ludwig

Anúncio