InternetData CenterAssinante

Cirurgiões realizam nove reconstruções de mama no Hospital São José

Em Criciúma não há mais fila de espera para este tipo de procedimento
Por Redação Engeplus Em 19/10/2018 às 19:15

Nove Mulheres irão realizar entre hoje e amanhã reconstrução de mama no Hospital. A ação voluntária tem o apoio dos médicos mastologistas, cirurgiões plásticos, Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - Estado de Santa Catarina e Hospital São José. 

Todos os anos, ações sociais são realizadas na Entidade para ajudar mulheres que fizeram a mastectomia e precisam da reconstrução de mama. Esta já é a terceira edição da iniciativa. Todas as pacientes são encaminhadas pela secretaria de saúde dos municípios.

“A maioria das mulheres, são pacientes que já havíamos atendido na Unidade oncológica do hospital, que por algum motivo de tratamento ou porque ainda não estavam aptas para realizar o procedimento, não fizeram a reconstrução no momento da mastectomia; por isso estamos fazendo estas nove cirurgias este ano”, ressalta Dr. Just Kalô, cirurgião plástico.

Hoje o serviço de mastologia e cirurgia plástica do HSJosé realiza mensalmente procedimentos de mastectomia e reconstrução de mama. As mulheres que precisam fazer o procedimento de mastectomia no HSJosé já reconstroem a mama de imediato; apenas aquelas que no momento da mastectomia devido há outro problema,  precisam esperar algum tempo para o procedimento.

Hoje, para realizar a reconstrução não há fila de espera em Criciúma, os procedimentos tem seguido o planejamento estabelecido.

Maria de Fátima tem 60 anos e já havia realizado a mastectomia, porém precisava tratar outro problema, o que a impediu de fazer a reconstrução imediata, mas hoje confiante e muito feliz, no mês de conscientização a prevenção do câncer de mama, ela irá fazer sua reconstrução. “A situação não é fácil, mas estou muito feliz em poder fazer esta cirurgia. Para mulher, isso ajuda e muito na autoestima, estou confiante e sei que nossos médicos são maravilhosos”, declara Maria de Fátima.

A professora Daiane Rocho de 36 anos, descobriu o câncer de mama após a gestação, fez a cirurgia de mastectomia e a reconstrução imediata, a paciente conta que sente viver uma nova etapa de sua vida agora. “Só pelo fato de saber sobre a reconstrução imediata já nos traz um alívio, a mulher precisa deste suporte, isso nos faz ter uma sensação de vida nova”, enfatizou a professora.

As cirurgias iniciaram às sete horas da manhã. Hoje, cinco mulheres irão realizar os procedimentos; amanhã mais quatro pacientes também passam pelo processo.

“E muito gratificante, fico muito feliz e honrada em participar de ações como essa. Ver a emoção e a esperança nos olhos da paciente é um combustível para seguir em frente” completa Dra. Fernanda Buss Porto Leite.

De acordo com os especialistas,  o diagnóstico precoce auxilia muito na detecção da doença. “Realizar a momografia principalmente depois do 40 anos é fundamental, associado com o autoexame das mamas. Todas as mulheres devem pedir aos seus médicos a realização do exame de mamografia. Qualquer alteração na mama, nódulos palpáveis, vermelhidão, secreção, saída de líquido pelos mamilos, a mulher deve procurar imediatamente o mastologista para iniciar a investigação”, explica a mastologista Dra. Luiza Rosa Ramos.

Todos os médicos envolvidos, cirurgiões plásticos, mastologistas, anestesiologistas e equipe assistencial do HSJosé trabalham no mutirão de forma voluntária.

Nos últimos três anos, cerca de 40 mulheres já foram atendidas pelos médicos na Instituição, realizando a mastectomia e reconstrução de mama.

Colaboração: Kátia Farias / Hospital São José