InternetData CenterAssinante

Alternativas para evitar faltas em exames agendados são discutidas

Município tem uma média de 45% de ausência
Alternativas para evitar faltas em exames agendados são discutidas
Foto: Ana de Mattia / Decom
Por Redação Em 10/01/2018 às 11:03

Nessa terça-feira, dia 9, Clésio Salvaro esteve reunido com o Promotor de Justiça, Alex Sandro Teixeira da Cruz e secretários municipais. O objetivo foi discutir medidas para diminuir a ausência de pacientes nos exames e consultas com especialistas agendados pela Secretaria de Saúde de Criciúma. Uma das medidas discutidas foi o envolvimento de alunos da Rede Municipal como forma de conscientização dos pais. O encontro ocorreu no Paço Municipal Marcos Rovaris.

Conforme o prefeito, em média, 250 ultrassons são agendados por semana e apenas 130 são realizados. “Nos exames temos uma média de ausência de 45%. A reunião é importante para trazer ideias que ajudam a criar medidas para diminuir essas faltas”, ressalta Salvaro.

De acordo com o promotor, um trabalho de conscientização nas escolas, deveria ser realizado, envolvendo as crianças de uma forma lúdica e ensinando as crianças a importância da presença dos pais no dia do exame agendado. “Essa é uma forma de alerta aos pais. Deixar claro ao cidadão, que no dia marcado, ele não compareceu e acabou tirando a vaga de outra pessoa. O pai deve ter a consciência que ocupou uma vaga de uma pessoa, que talvez precisasse mais do que ele”, ressalta o promotor.

Cruz apresentou a ideia de aplicar uma advertência para o paciente que não comparecer a uma consulta ou exame e não apresentar uma justificativa. “Simplificar esta conduta em uma lei municipal, quem não comparecer terá uma consequência”, completa.

O encontro reuniu ainda a deputada federal, Geovania de Sá, a secretária de Saúde, Francielle Gava, o secretário da Fazenda, Robson Gotuzzo, e a vereadora Geovana Zanette.

Colaboração: Ana de Mattia / Decom