InternetData CenterAssinante

ADR discute ações de controle do mosquito da dengue nos municípios

Doença é um dos principais problemas de saúde pública no mundo.
ADR discute ações de controle do mosquito da dengue nos municípios
Foto: Divulgação
Por Redação Engeplus Em 16/10/2017 às 18:09

A Agência de Desenvolvimento Regional de Araranguá (ADR) sediou na tarde desta segunda-feira, 16, uma reunião para tratar com os Municípios do Extremo-Sul, ações estratégicas que deverão ser realizadas para intensificar o controle do mosquito Aedes aegypti na Região.

 A reunião, coordenada pela gerência Regional de Saúde, contou com a participação dos Secretários Municipais de Saúde, fiscais das vigilâncias sanitárias e agentes de endemia dos Municípios onde é necessária a intensificação de ações no controle à dengue, entre eles Araranguá, Sombrio, Balneário Gaivota, Timbé do Sul e São João do Sul (que possuem focos do mosquito) e Passo de Torres, Município considerado infestado.

 Prestaram esclarecimentos na reunião os técnicos da gerência de Saúde Ambiental da Diretoria de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Estado da Saúde (SES), Denise Maria dos Santos Lopes e Renato Silveira, bem como o biólogo da Gerência Regional de Saúde e Coordenador do Programa de Combate à Dengue, Fábio Pereira Sabino, além dos fiscais da Vigilância Sanitária da GERSA, Diego Giusti Rodowanski e Andréa de Araújo M. Mello.  

Segundo a gerente Regional de Saúde, Patrícia Gomes Jones Paladini, foi um encontro técnico extremamente importante, já que é necessária a atuação em conjunto dos profissionais das duas áreas. “Para que sejam ações exitosas, os agentes de endemia e fiscal de vigilância sanitária precisam agir de forma harmoniosa, intensificando a fiscalização nestes pontos estratégicos que precisam de adequação”, disse.

Sobre a dengue

A dengue é uma doença infecciosa febril causada por um arbovírus, sendo um dos principais problemas de saúde pública no mundo. Ela é transmitida pela picada da fêmea do mosquito Aedes aegypti infectado.

A infecção pelo vírus dengue pode ser assintomática ou sintomática. Normalmente, a primeira manifestação da dengue é a febre alta (39° a 40° C) de início abrupto, que tem duração de dois a sete dias, associada à dor de cabeça, fraqueza, dores no corpo, nas articulações e no fundo dos olhos.

Manchas pelo corpo estão presentes em 50% dos casos, podendo atingir face, tronco, braços e pernas. Perda de apetite, náuseas e vômitos também podem estar presentes.

Colaboração: Leneza Della Krás/ ADR

Leia mais sobre: