InternetData CenterAssinante

Cirurgia inédita no HSJosé promete diminuição de dores crônicas

Inovação trata-se da Neuroetimulação Medular, procedimento realizado por neurocirurgiões do Brasil
Cirurgia inédita no HSJosé promete diminuição de dores crônicas
Por Douglas Saviato Em 19/12/2016 às 11:45

Maria das Graças Costa, de 67 anos, sofria há oito anos com dor lombar e dores constantes nas pernas. Os problemas, segundo a paciente, vieram após um acidente de trabalho, onde precisou passar por uma cirurgia e mesmo assim as dores não acabaram.

A dona de casa já havia procurado todo tratamento possível e nada fazia com que as dores acabassem. Foi então que Maria descobriu um tratamento inovador, porém, nunca realizado na região. A inovação trata-se da Neuroetimulação Medular, procedimento muito recente que vem sendo realizado por neurocirurgiões de todo Brasil.

Em Criciúma, o procedimento aconteceu no Hospital São José e duas pacientes realizaram a cirurgia considerada inédita na região.

“O procedimento é um método para ajudar pacientes que sofrem com dor crônica há algum tempo. Posso certamente dizer que esta cirurgia é um avanço tecnológico, pois por meio de um aparelho implantado ao paciente é possível fazer o controle da dor para áreas específicas e aplicar quantidades diferentes de estímulo de acordo com a sensibilidade e dor do paciente. O procedimento, além de reduzir a dor, que é o objetivo principal, conduz a um menor consumo de  medicações analgésicas” relata o médico neurocirurgião Sandro de Medeiros.

Segundo o especialista, o procedimento é significativamente menos invasivo, onde um equipamento é implantado no corpo do paciente em um pequeno orifício com menos de 1 centímetro. Já a recuperação do paciente para este tipo de procedimento leva em torno de três dias apenas.

A cirurgia inédita no HSJosé foi feita pelos médicos neurocirurgiões, Sandro de Medeiros e Wagner Levati de Aguiar. “Fiz a cirurgia na esperança de não sentir mais dor. As dores eram intensas demais, começavam na coluna e desciam para as pernas, onde eu quase não conseguia andar. A cirurgia me ajudou muito. Fiquei apenas três dias na UTI, quando sai de lá, vim para casa sem dor, mal podia acreditar”, relata Maria das Graças.

Neuroestimulação Medular - O método consiste em aplicar estímulos sobre a medula espinhal para interromper os sinais de dor transmitidos da medula para o cérebro. O tratamento segundo os especialistas é comprovadamente seguro e eficaz para controle de dor crônica. Dores no pescoço, coluna torácica e lombar, braços, mãos, pernas e pés, que podem se originar por distúrbios de nervos, por problemas na coluna, cirurgias prévias para outras doenças; podem ser revertidos com o procedimento. A terapia da Estimulação Medular é eficaz no tratamento de dor crônica refratária.

Colaboração: Kátia Farias / Comunicação Hospital São José