InternetData CenterAssinante

Pacientes começam a ser chamados em mutirão de exames

Administração Municipal vai investir aproximadamente R$ 3 milhões
Pacientes começam a ser chamados em mutirão de exames
Foto: Arquivo Decom
Por Amanda Garcia Ludwig Em 09/08/2014 às 08:26

Uma ação de impacto expressivo na saúde pública de Criciúma será deflagrada pela Administração Municipal, a partir da próxima segunda-feira, dia 11. A Secretaria de Saúde já está envolvida na convocação dos pacientes cadastrados nas filas de espera de exames para agendamento da autorização dos procedimentos. O mutirão reúne o investimento de R$ 3 milhões com o propósito de zerar as demandas reprimidas na rede do município.

Devido ao grande volume de atendimentos, segundo o secretário municipal de Saúde, Paulo Conti, a organização do mutirão será dividida em duas etapas. A liberação dos exames ocorrerá sempre no Salão Ouro Negro, mediante apresentação de requisição médica. “Neste primeiro momento, faremos o chamado dos pacientes que aguardam exames. Em setembro vamos começar a autorizar as consultas, por ordem cronológica”, explica.

A força-tarefa com apoio de prestadores de serviço vai constituir 15 mil exames e 15 mil consultas, conforme o prefeito Márcio Búrigo. Médicos especialistas em endocrinologia, geriatria, dermatologia, neurologia, oftalmologia, ortopedia e psiquiatria estão incluídos no mutirão. “Vamos disponibilizar 32 tipos de exames com o propósito de efetivamente zerar a fila de espera. Esta atitude vem ao encontro da preocupação deste governo com as demandas de média e alta complexidade”, ressalta.

Para participar do mutirão é necessário que a pessoa tenha em mãos o pedido médico do procedimento ou consulta e que seja morador de Criciúma. Caso o paciente tenha perdido a requisição ele deve procurar a unidade de saúde onde costuma buscar atendimento médico para receber as orientações para conseguir autorizar o procedimento ou consulta que está aguardando.

Colaboração: João Pedro Alves/Decom Criciúma