InternetData CenterAssinante

Total de 135 municípios catarinenses registram danos após ciclone

Velocidade do vento ultrapassou 90 km/h em Criciúma
Total de 135 municípios catarinenses registram danos após ciclone
Foto: Thiago Hockmüller/Portal Engeplus
Por Redação Engeplus Em 02/07/2020 às 12:01

Subiu para 135 o número de municípios que reportaram estragos por conta da passagem de um ciclone extratropical em Santa Catarina. A informação está no mais recente boletim divulgado pela Defesa Civil, por volta das 8h desta quinta-feira, dia 2. Os fortes ventos provocaram a morte de nove pessoas e duas seguem desaparecidas, em Tijucas e Brusque. A Defesa Civil contabiliza ainda seis pessoas feridas.

O número de residências atingidas pelo vendaval segue em atualização. De acordo com o levantamento, foram ao menos 2,2 mil unidades habitacionais danificadas no estado. Pelo menos 83 rolos de lona já foram distribuídos.

Segundo o boletim da Defesa Civil, cerca de 275 mil unidades consumidoras permaneciam sem energia na manhã desta quinta-feira. Esse número chegou a 1,5 milhão na terça-feira. Equipes da Celesc seguem nas ruas para restabelecer o fornecimento. “Ainda há muito o que fazer ao longo desta quinta-feira. Temos milhares de residências sem energia, por exemplo, e o trabalho dos órgãos de Governo será incansável até que tudo esteja restabelecido”, afirmou o governador Carlos Moisés.

Levantamento de estragos em escolas

Técnicos da Secretaria de Estado da Educação (SED) realizam, desde a quarta-feira, um levantamento em todas as regiões do Estado para catalogar os danos causados pelo ciclone nas escolas da rede estadual de ensino. O trabalho deve ser concluído ainda nesta semana. Em seguida, será elaborado um plano de ação para recuperar os danos à infraestrutura das unidades.

Apenas na Grande Florianópolis, a coordenadoria regional de Educação registrou estragos em pelo menos 33 escolas. Em Jaraguá do Sul, a regional aponta para prejuízos em 22 escolas. As principais ocorrências são de danos à rede elétrica, destelhamentos de salas de aula e ginásios, queda de forros, alagamentos, queda de árvores sobre parte dos imóveis e prejuízos com o mobiliário escolar.

Embora o ciclone já estivesse em alto mar, a quarta-feira registros fortes rajadas de vento em Santa Catarina no período da manhã. Em São Joaquim, o vento chegou a 93 km/h, enquanto em Criciúma a velocidade também ultrapassou os 90 km/h.

Leia mais

Rajadas de vento ultrapassaram 95 km/h durante a madrugada em Criciúma

Árvores caídas, placas derrubadas e prejuízos para os criciumenses: veja em fotos

Carro é atingido por árvore enquanto circulava pelo Centro de Cocal do Sul

Em Nova Veneza, vento provocou destelhamento de casas e três famílias estão desalojadas

Fortes ventos formam ondas na Barragem do Rio São Bento

Corpo de Bombeiros registra mais de 20 ocorrências no Sul catarinense durante ventania

Vendaval causa danos em cerca de 50 casas em Maracajá

Após passagem do ciclone extratropical, tempo na região será de sol e frio nos próximos dias

Siderópolis: Defesa Civil contabiliza estragos provocados por Ciclone Extratropical

Leia mais sobre: