InternetData CenterAssinante

Bombeiros catarinenses retornam ao estado depois de 14 dias de combate aos incêndios no Pantanal

Quatro militares da Região Carbonífera participaram da operação no Mato Grosso do Sul
Bombeiros catarinenses retornam ao estado depois de 14 dias de combate aos incêndios no Pantanal
Foto: Arquivo/Mayke Toscano/Secom-MT
Por Thiago Hockmüller Em 19/10/2020 às 14:56

Os 22 bombeiros militares catarinenses que participaram da Operação Pantanal estão retornando para o estado após 14 dias de combate aos incêndios florestais no Mato Grosso do Sul. A viagem de retorno iniciou nesta segunda-feira, dia 19, com previsão de chegada para a noite desta terça-feira, dia 20. 

Do Sul catarinense são quatro bombeiros da Força-Tarefa 04 (FT04), do 4º Batalhão de Bombeiros Militar de Criciúma (4º BBM), que participaram da operação: sargento Guilherme Lopes Spillere e o cabo Maurício José Pereira, ambos lotados em Forquilhinha; o cabo Henrique Figueiredo Duarte, de Urussanga, e o soldado Eduardo Luiz Martins, de Criciúma. 

“Foram dias e noites de estratégias, técnicas, monitoramentos e combates. A atuação das equipes de Santa Catarina foi realizada em diversas regiões do Pantanal, preservando a vida, a natureza e as edificações que estavam em risco”, pontua o CBMSC. 

Ainda conforme o CBMSC, em função da redução do número de incêndios florestais, a princípio não será enviada nenhuma outra equipe catarinense para o Mato Grosso do Sul. O atendimento será mantido com o efetivo local do Corpo de Bombeiros. No último dia de combate, a despedida aconteceu com chuva, fenômeno que contribui no combate às chamas. 

“O combate aos incêndios florestais é uma atividade de alto risco, exigindo cursos específicos, pois existem muitas variáveis. A topografia, a temperatura, umidade relativa do ar, a precipitação e os ventos podem mudar rapidamente todo o cenário da ocorrência. A simples mudança de direção do vento e velocidade pode alterar todo o planejamento, bem como deixar os combatentes encurralados”, explica o CBMSC, lembrando o caso ocorrido em 2013, no Arizona-EUA, onde 19 bombeiros perderam a vida no combate aos incêndios florestais. O caso foi retratado no filme “Homens de Coragem".