InternetData CenterAssinante

Em apenas nove meses, Governo do Estado economiza mais de R$ 6,4 milhões em combustível

Economia se deve pelo novo modelo de aquisição da frota estadual
Em apenas nove meses, Governo do Estado economiza mais de R$ 6,4 milhões em combustível
Foto: James Tavares / Arquivo / Secom
Por Redação Engeplus Em 09/10/2019 às 15:18

O Governo do Estado economizou 896 mil litros de gasolina e óleo diesel em nove meses, economia é resultado do novo modelo de aquisição de combustíveis da frota estadual. O sistema foi implementado pela Secretaria de Estado da Administração (SEA) no começo deste ano e representa uma economia de mais de R$ 6,4 milhões no abastecimento dos veículos, considerando a redução do preço, das distâncias percorridas e dos custos operacionais.

O diretor de Patrimônio da Secretaria da Administração, Welliton Saulo da Costa, explica que a redução no consumo de combustíveis pelo Estado está relacionada aos pontos de oferta para abastecimento. “Antes, muitos veículos tinham que se deslocar cerca de 30 ou 40 quilômetros para encontrar os postos credenciados. Hoje, praticamente não existem postos fora das rotas de deslocamentos da frota. Assim economizamos tanto em combustível como em quilometragem rodada,“ afirma.

O novo modelo adotado consiste em uma única licitação para contratação de uma empresa fornecedora, que faz a negociação direta com os postos. Até o ano passado, as compras eram feitas através de mais de 2,6 mil contratos, celebrados diretamente com os postos, o que onerava o sistema e burocratizava o processo de compra. Atualmente, são mais de 700 postos credenciados, mais do que o dobro do registrado anteriormente. A frota de cerca de 11.750 veículos foi mantida e presta os mesmos serviços aos cidadãos.

Outro aspecto é em relação ao valor pago pelo litro dos combustíveis, que agora é o preço anunciado nas bombas para pagamentos à vista. Antes, o Estado chegava a pagar até 15% a mais, porque o repasse para os postos era demorado e burocrático.

Facilidade na palma da mão

Sistema funciona por meio de um aplicativo para smartphone, que reúne as informações dos postos mais próximos e do preço aplicado em cada local.