navegue nos blocos da capa

Religião

Igreja Católica

Criciúma comemora os cem anos da Catedral

12
SET
2017
| 17h54
17h54
Denis Luciano
Jornalista | Portal Engeplus
Escreva para a redação referente a esta matéria
Enviar mensagem

Este contato será envido de modo restrito para o jornalista.
Contribua com a matéria
Dúvidas, sugestões ou contribuições
Divulgação

Em 1899 a vila de São José de Cresciúma ganhava a sua igreja de madeira. Parte de Araranguá, o distrito pertencia à Diocese de Curitiba. Em 1907 começa a construção da segunda igreja, em alvenaria. A obra se arrastou sendo inaugurada em 17 de setembro de 1917. Em 1950, já como parte da Arquidiocese de Florianópolis, da qual fez parte desde 1908, Criciúma teve seu principal templo elevado a igreja matriz, com a criação da paróquia São José. Em 1998 nasce a Diocese de Criciúma e com ela igreja matriz se transforma em Catedral São José, cuja história de cem anos está sendo celebrada.

Para marcar o centenário, a Câmara de Vereadores fará sessão especial nesta quarta-feira, a partir das 19h, no Auditório São José. A Associação Coral de Criciúma abrilhantará o evento, que é aberto ao público em geral e terá transmissão ao vivo no Facebook do Legislativo.

“Somos gratos à Câmara pelo reconhecimento, pois em torno da igreja São José se desenvolveu a cidade”, lembra o padre Antônio Júnior, pároco da São José. Dois sacerdotes serão homenageados na ocasião: o padre Silvestre, por seus 50 anos de vida sacerdotal, e o padre Manoel, 60 anos dedicados ao ofício. “É uma grande honra para nós proporcionar essa homenagem”, comenta o presidente do Legislativo, vereador Júlio Colombo (PSB).

A missa do próximo domingo, às 10h, assinalará o ponto culminante das celebrações do centenário, já que ocorrerá justamente na data.

Com predominância do estilo clássico romano, a catedral criciumense passou por diversas reformas, a mais ampla em abril de 2012, fruto de uma obra de seis anos. Nela foram ampliados os espaços ao presbitério, capela do Santíssimo e sacristias, restauração do órgão de tubos de 1959 e da imagem do padroeiro São José, além do aumento de 500 para 800 assentos para os fieis. A nave original, estruturada sobre 12 colunas, permaneceu, como também foi preservada a pintura de São José de autoria do artista Willy Zumblick, no teto central.

(Colaboração: Imprensa / Câmara)

Leia mais sobre:
Fala Leitor
Se você possui uma sugestão de pauta, artigo ou um fato que deseja noticiar, entre em contato conosco pelo Fala Leitor.
imagens recentes no Portal
Geninho, Cavalo, Jorginho e Dado na lista do TigreCaravaggio e Metro na frente nas semifinaisSantos Dumont na lista da usina de asfaltoMais um título para o vôlei de base de ForquilhinhaGovernador encerra congresso de despachantes em CriciúmaHSJ ganha reforço de doze leitos em dezembro