InternetData CenterAssinante

TRF- 4 nega pedido de retorno ao prefeito Gustavo Cancellier, afastado na Operação Benedetta

Político está afastado desde maio deste ano
TRF- 4 nega pedido de retorno ao prefeito Gustavo Cancellier, afastado na Operação Benedetta
Foto: Divulgação
Por Thiago Hockmüller Em 02/08/2021 às 14:31

Não teve sucesso o recurso protocolado pela defesa do prefeito de Urussanga, Gustavo Cancellier (PP), para retorno do político ao cargo. Ele está afastado desde maio pela Operação Benedetta, deflagrada pela Polícia Federal para investigar possível má aplicação de recursos públicos contratados por municípios com a Caixa Econômica Federal para o financiamento de despesas. O recurso foi indeferido pelo Tribunal Regional Federal da 4° Região (TRF - 4). 

Segundo informações apuradas pela Rádio Marconi, o pedido para a revogação da medida cautelar de afastamento foi entregue no início de julho e encaminhado ao desembargador do inquérito que tramita no Tribunal Regional Federal da 4ª Região. O documento foi analisado pelo Ministério Público Federal (MPF) e depois voltou para o desembargador que decidiu por negar o retorno das atividades ao prefeito Cancellier.

A investigação iniciou em setembro de 2020. A fase desencadeada que culminou no afastamento do prefeito também teve como alvos as cidades de Orleans, Siderópolis, Tubarão e Criciúma para buscar indícios comprobatórios das supostas fraudes que teriam ocorrido em obras de pavimentação, além de identificar a eventual participação de servidores públicos nos fatos. 

Também serviu para apurar o destino do montante dos recursos supostamente desviados, que, em apenas uma das diversas obras financiadas, se aproxima de R$ 300 mil, segundo a Polícia Federal.

Leia mais

PF investiga desvio de recursos públicos em Criciúma e Urussanga e mais duas cidades do Sul

Prefeito de Urussanga é afastado do cargo após operação da Polícia Federal

Prefeitura se manifesta sobre afastamento do prefeito Gustavo Cancellier