InternetData CenterAssinante

Com dívida de R$ 6 milhões, prefeito de Treviso admite: “esperava alguns problemas, mas não tantos”

Valério Moretti assumiu a Prefeitura no dia 1 de janeiro
Com dívida de R$ 6 milhões, prefeito de Treviso admite: “esperava alguns problemas, mas não tantos”
Foto: Thiago Hockmüller/Arquivo Engeplus
Por Rafaela Custódio Em 14/01/2021 às 08:39

O prefeito de Treviso, Valério Moretti (MDB), está com problemas nos primeiros dias de mandato. Segundo o chefe do Poder Executivo, o município possui uma dívida de R$ 6 milhões e, por isso, precisará rever diversas áreas da Prefeitura. 

“Está difícil, pois estamos enfrentando muitos problemas. Maquinário está todo comprometido e necessita de manutenção. Nossas escolas estão com problemas também e precisamos fazer uma avaliação em todas as escolas e creches. A saúde financeira do município está terrível. Temos uma dívida que ultrapassa os R$ 6 milhões e teremos um bloqueio da justiça de mais de R$ 500 mil. É tudo muito triste. Esperava alguns problemas, mas não tantos”, destacou em entrevista ao jornalista João Paulo Messer, da Rádio Eldorado. 

Moretti pediu a colaboração de funcionários e munícipes de Treviso. “A arrecadação vai cair, pois sabemos que caiu no geral. Pedimos que a população entenda o momento”, acrescentou. 

Segundo o prefeito, a arrecadação do município gira em torno de R$ 2 milhões. “Vamos ter que reduzir o máximo as prestações de serviços na cidade. A dívida mensal da Prefeitura é muito alta. Vamos buscar uma maneira de reduzir”, citou.

Conforme o chefe do Poder Executivo, a maior dívida do município é com o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). “A dívida é de R$ 3 milhões. Depois temos dívidas no consórcio do asafalto e também no Consórcio Intermunicipal de Saúde (Cisamrec). Queremos pagar tudo, mas a saúde será prioridade em Treviso. Vamos fazer o município andar”, finalizou.

Leia mais sobre: