InternetData CenterAssinante

ACP do Carvão: vereadores de Criciúma realizam reunião com Ministério Público Federal

Encontro aconteceu nesta quarta-feira e contou com a participação de autoridades
ACP do Carvão: vereadores de Criciúma realizam reunião com Ministério Público Federal
Foto: Manuela Silva
Por Redação Engeplus Em 19/08/2021 às 20:21

O processo de recuperação ambiental de áreas afetadas pela mineração e a negociação com as empresas responsáveis foram apresentados em uma reunião entre o Ministério Público Federal (MPF) e a Comissão Especial Temporária da Ação Civil Pública (ACP) do Carvão no Legislativo de Criciúma. O encontro aconteceu nesta quarta-feira, dia 18, na sede do MPF.

“A recuperação ambiental dessas áreas traz um futuro importante para Criciúma. Traz riqueza, investimentos e além do embelezamento da cidade”, destacou o procurador, Dermeval Ribeiro Vianna Filho. Durante a reunião foi apresentado ainda que, até hoje, em Criciúma, não existe a recuperação de nenhum hectare.

“Foi apresentado todo processo, as possibilidades de recuperação por parte das empresas, e nós estamos com o mesmo propósito do MPF, que é buscar alternativas e adiantar o processo”, destacou o relator da Comissão sobre a ACP do Carvão no Legislativo de Criciúma, vereador Julio Kaminski (PSL). “A saída mais viável é trazer as pessoas para um grande debate, onde todos estejam dispostos a ceder um pouco para conseguir resolver a situação”, finalizou.

Segundo o presidente da Comissão, vereador Márcio Dáros (PSDB), o intuito é juntar forças com autoridades para que sejam dados encaminhamentos. “Na próxima semana estaremos enviando convites para os municípios das três bacias afetadas – AMREC, AMESC e AMUREL – para que os responsáveis participem junto conosco da Comissão e possamos recuperar essas áreas, dentro da legalidade”, enfatizou.

Conforme o secretário da Comissão, vereador Obadias Benones (AVANTE), a situação é complexa. “A reunião serviu para trazer esclarecimentos pontuais e clarear algumas dúvidas. A Comissão de fato foi criada para ajudar o MPF a agilizar as recuperações e fazer com que a comunidade não sofre a o município se desenvolva”, ressaltou.

Participaram ainda do encontro o vereador Miguel Pierini (PP), o vice-presidente da Amrec e prefeito de Cocal do Sul, Fernando de Fáveri, o diretor de Desenvolvimento Econômico de Criciúma, Aldinei Potelecki e representantes da prefeitura de Criciúma e Siderópolis.

Colaboração: Manuela Silva