InternetData CenterAssinante

Governadora cita potencial do Sul e fala em integração das regiões

Ela já assinou notificação para assumir o cargo e tramitação será encerrada na terça-feira
Governadora cita potencial do Sul e fala em integração das regiões
Foto: Thiago Hockmüller/Portal Engeplus
Por Thiago Hockmüller Em 24/10/2020 às 17:25

Primeira mulher a governar Santa Catarina, Daniela Reinehr terá pelo menos 180 dias para colocar suas ideias em prática - este é o tempo determinado para o afastamento de Carlos Moisés, que responderá processo de impeachment relativo ao reajuste salarial dos procuradores.

Daniela atendeu a reportagem do Portal Engeplus ainda na madrugada deste sábado, dia 24, enquanto deixava a Assembleia Legislativa (Alesc). Foi na própria Alesc que ela acompanhou praticamente todo o julgamento - quase 17 horas de duração - finalizado com a notificação de que havia se tornado a governadora interina de Santa Catarina. Uma vitória e tanto para quem poderia terminar a noite afastada do cargo de vice-governadora.

Um compromisso a mais, uma responsabilidade a mais, além de toda a responsabilidade é uma honra muito grande o fato de ser a primeira mulher (a governar SC). Tenho certeza que é um plus de responsabilidade e de representatividade. Andei o estado inteiro e sempre as mulheres salientaram isso. É mais uma razão para honrar essa missão.

Daniela Reinehr, primeira mulher a governar SC
__________________

Questionada sobre o andamento de obras como a rodovia Jorge Lacerda, que liga Criciúma à BR-101, e a ponte sobre o rio Araranguá, que ligará Morro dos Conventos ao Balneário Ilhas e é considerada fundamental para o projeto da interpraias, Daniela afirmou que vai se atualizar sobre estes assuntos e que trabalhará pela integração entre as regiões. Cabe lembrar que ambos os processos licitatórios estão judicializados.

“A grande missão agora é integrar o estado, tem várias obras andando, tive lá (no Sul) poucos dias atrás e eu vejo o estado como um todo. A integração é mais importante e todas as nossas regiões, como o Sul, tem um potencial muito grande. O que eu sempre quis fazer foi realmente desenvolver todo o potencial de nossas regiões”, avaliou.

Logo após o resultado do julgamento, que para Daniela foi finalizado com voto de minerva do presidente do presidente do Tribunal Especial de Julgamento, desembargador Ricardo José Roesler, vários focos de entrevistas foram formados com a governadora. Em um deles, ela elogiou os desembargadores que participaram da votação - apenas o desembargador Luiz Felipe Schuch acatou a denúncia contra ela. 

“A gente acredita na justiça e fiquei maravilhada com o altíssimo nível de nossos desembargadores. Ficamos admirados positivamente com a sustentação moral deles”, ponderou.

Leia mais

Daniela Reinehr é a primeira governadora de Santa Catarina; Moisés está afastado do cargo

Saiba os próximos passos do julgamento do governador no tribunal

Confira como foram os votos dos membros do tribunal do impeachment

O que pesou na votação da Alesc

Gestão eficiente

Daniela agora pensa no formação do novo governo e nas políticas públicas a serem implementadas durante a gestão. Além da integração das regiões, a governadora também voltou a citar tópicos muito citados durante a campanha que elegeu ela e Moisés: estado enxuto e eficiência no serviço público.

“Acredito que o grande diferencial que sempre quis trazer é eficiência, estado enxuto. O cidadão quer do estado é realmente serviço de qualidade e eficiente”, disse.

Já a partir deste sábado, a governadora deve participar de reuniões para alinhar a composição do governo. “Possivelmente amanhã de manhã porque agora são quase 2 horas, é momento de descansar um pouco, recuperar o fôlego e a partir do meio-dia reunir”, planejou. 

Cabe lembrar que logo após a decisão na Alesc ela assinou a notificação gerada pelo presidente do Tribunal Especial de Julgamento para assumir o Governo do Estado, todavia, a tramitação deve ser concluída apenas na terça-feira, dia 27.