InternetData CenterAssinante

Projeto de Lei que visa implantação do Serviço Aeromédico em Criciúma será votado nesta sexta-feira

Câmara do Legislativo realizará Sessão Extraordinária para a votação da matéria
Projeto de Lei que visa implantação do Serviço Aeromédico em Criciúma será votado nesta sexta-feira
Foto: Jessica Rosso
Por Jessica Rosso Em 06/08/2020 às 16:33

Nesta sexta-feira, dia 7 de agosto, a Câmara de Vereadores de Criciúma fará Sessão Extraordinária, de forma remota, para a votação do projeto de Lei de autoria do prefeito Clésio Salvaro, o PE 40/2020. O mesmo autoriza o Poder Executivo a celebrar acordo de cooperação técnica com a Polícia Civil, para a implantação do Serviço Aeromédico (Sarasul) em Criciúma, por intermédio do Consórcio Intermunicipal Multifinalitário da Amrec- CIM-Amrec.

Conforme Clésio Salvaro o transporte Aeromédico possui agilidade, segurança e eficácia como principais vantagens do socorro aeromédico. O prefeito justifica ainda que o projeto teve origem após meses de reuniões, debates, análise das necessidades envolvendo Criciúma e a região da Associação dos Municípios da Região Carbonífera (Amrec), sendo que concluiu-se como sendo imperativo e viável o oferecimento do referido serviço à população de Criciúma e da região, mormente diante da pandemia da Covid-19, que vem exigindo das autoridades médicas e sanitárias, bem como dos gestores, o pronto atendimento às necessidades dos pacientes, com vistas à excelência na prestação dos serviços, buscando a preservação da vida.

Se o projeto for aprovado na Câmara do Legislativo, o presidente Tita Beloli, disse que alguns documentos ainda serão organizados para serem encaminhados à Polícia Civil, e provavelmente na próxima semana será assinado o convênio da Polícia Civil com os municípios para a implantação do serviço. Depois disso o documento retorna para a Amrec para o processo de licitação. O acordo terá por objeto a cooperação entre as partes, para complementar o Serviço  Aeropolicial (Saer) prestado na Mesorregião Sul Catarinense.

Leia mais sobre: