InternetData CenterAssinante

Câmara de Vereadores rejeita projeto que cria Procon em Maracajá

Projeto de Lei do Executivo foi votado na noite desta terça-feira
Por Jessica Rosso Em 20/08/2019 às 20:41

Na noite desta terça-feira, dia 20, a Câmara de Vereadores de Macarajá rejeitou o Projeto de Lei do Executivo (PL/Ex) que institui a Coordenadoria Municipal de Defesa do Consumidor e da Cidadania (Procon), o Conselho Municipal de Defesa do Consumidor e da Cidadania (Comdecon) e o Fundo Municipal de Defesa dos Direitos Difusos (FMDD). 

O vereador Roldinei Dassoler da Silva que é presidente da Comissão de Constituição, Justiça e Redação disse que gostaria de  tempo suficiente para pesquisar sobre o projeto. Já o vereador Prezalino Ramos Neto afirmou que o serviço iria auxiliar a população. "Quem não quer ser fiscalizado é porque não quer andar correto", enfatizou.

O Vereador Geraldo Leandro, acredita que um estudo deveria ser realizado para saber se o município suporta um Procon. "Vai ser criado cargos, precisa de uma estrutura, pessoas, conselho. É o momento de aguardar um pouco. Está se propondo aí um Procon Regional também", disse. O vereador Valmir Pedro sugeriu que o investimento seja realizado em outras áreas como saúde e infraestrutura.

Já a vereadora Maria Lúcia Rocha da Cruz enfatizou a importância do Procon para o município. "Estou aqui para defender os consumidores, fico nervosa, porque eu sei que temos muitos direitos e cada dia que passa nessa mesa, vejo pessoas como nós, consumidor passando trabalho, necessidade, por falta de conhecimento", ressaltou.

Leia mais sobre: