Política

Santa Catarina

Um ano positivo para a Alesc, avalia presidente

02
JAN
2018
| 17h39
17h39
Redação Engeplus
Jornalista | Portal Engeplus
Escreva para a redação referente a esta matéria
Enviar mensagem

Este contato será envido de modo restrito para o jornalista.
Contribua com a matéria
Dúvidas, sugestões ou contribuições
Agência Alesc / Divulgação

Mais um ano de aprendizado e de resultados. Assim o presidente da Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc), deputado Sílvio Dreveck (PP), definiu as ações do Parlamento em 2018 durante seu balanço anual para a imprensa. Projetos de reestruturação administrativa do Executivo, viabilização das Parcerias Público-Privadas e Concessões, devolução de R$ 85 milhões para o governo, votação de 88 vetos do governador em 90 dias e limpeza da pauta de projetos tramitando em regime de urgência foram algumas das principais ações elencadas por Dreveck. O presidente encerrou a entrevista reconhecendo a importante contribuição dos servidores efetivos e comissionados para atingir estas metas.

Em seu primeiro ano na presidência do Legislativo, o deputado Silvio Dreveck imprimiu agilidade ao ritmo de votações. Já no início das atividades promoveu um acordo de líderes para que todos os projetos aprovados em Plenário e vetados pelo governador voltassem para nova votação que poderia aceitar ou derrubar o veto do Executivo. Foram votadas no mínimo dez proposições por semana. Em maio, a etapa conhecida como a “limpeza de pauta” foi encerrada com a deliberação de 88 vetos, alguns na fila de espera desde 2013.

Em seguida vieram os projetos de lei de grande relevância. Entre eles, os que viabilizaram Parcerias Público-Privadas e Concessões por meio da instituição do Marco Regulatório e da criação do Fundo Garantidor. Também foi aprovado o empréstimo de R$ 1,5 bilhão para o Fundo de Apoio aos Municípios (Fundam) e R$ 28,5 milhões para Fundo Estadual de Apoio aos Hospitais Filantrópicos e Municipais, Cepon e Hemosc.

A polêmica extinção de empresas públicas deficitárias foi outra contribuição do Legislativo para a reestruturação administrativa do Executivo. Companhia de Desenvolvimento do Estado de Santa Catarina (Codesc), Companhia de Habitação do Estado de Santa Catarina (Cohab) e Bescor, Corretora Oficial de SC, foram extintas cessando um prejuízo acumulado de mais de R$ 250 milhões contabilizados pelos catarinenses.  Também foi aprovada a extinção da autarquia do Porto de São Francisco do Sul, sendo substituída por uma Sociedade de Propósito Específico (SPE), exigência da União para renovar a concessão do Porto ao Estado, considerado por Dreveck fundamental para o escoamento de grãos para exportação. 

O Parlamento ainda aprovou os projetos que limitam o crescimento das despesas correntes do governo estadual e possibilitam a renegociação da dívida do Estado com a União. Estudos indicam que esta aprovação garantiu que R$ 7 bilhões fiquem nos cofres do Estado, já que a dívida será alongada, os juros reduzidos e o cálculo das parcelas será alterado com carência e redução nos prazos.

“Foi um ano de muito trabalho e dedicação, com projetos de grande relevância sendo amplamente analisados, debatidos e deliberados. Esperamos ter dado nossa contribuição para o desenvolvimento e progresso de Santa Catarina”, concluiu o presidente.

Outras medidas de economia

Ao longo de seu mandato como presidente da Assembleia Legislativa, o deputado Silvio Dreveck colocou em prática uma série de medidas para economizar recursos e modernizar a estrutura administrativa do Parlamento estadual.

Com a implantação do Corpo Temporário de Inativos da Segurança Pública no Estado (Ctisp), policiais da ativa que prestavam serviço na Alesc foram substituídos por aposentados. O efetivo policial e as gratificações pagas pelo Legislativo também foram reduzidas.

Ainda foram cortadas as gratificações sobrepostas, reduzidos os postos de trabalho de servidores terceirizados e o enxugamento de contratos de fornecedores. Além disso, a Assembleia Legislativa encerrou o ano devolvendo R$ 85 milhões aos cofres do estado. “São recursos repassados ao Tesouro estadual que poderão ser aplicados em áreas essenciais e prioritárias para a população. Uma ação do Parlamento em prol dos catarinenses”, explicou Dreveck.

Campanha da Alesc orienta direitos dos pacientes com câncer

A Assembleia Legislativa de Santa Catarina lançou em 2017 uma campanha institucional veiculada em emissores de TV e em jornais impressos com o objetivo de orientar e levar informações sobre os direitos dos pacientes com câncer. Em dezembro, o parlamento lançou um Manual de Apoio, que apresenta de forma explicativa as principais legislações federal, estadual e municipal que beneficiam os portadores da doença. 

De acordo com o presidente da Assembleia Legislativa e idealizador da campanha, deputado Silvio Dreveck, o material será distribuído em Santa Catarina, em especial às Redes Femininas de Combate ao Câncer. “Nosso compromisso é fazer com que os direitos sejam amplamente conhecidos para que os catarinenses saibam como efetivá-los”, afirmou.

(Colaboração: Agência Alesc)

Leia mais sobre:
Fala Leitor
Se você possui uma sugestão de pauta, artigo ou um fato que deseja noticiar, entre em contato conosco pelo Fala Leitor.
imagens recentes no Portal
Doar esmola prejudica quem a recebe'É a primeira vez que assumo uma fria dessa', brinca Celito CardosoVÍDEO: Baixa Terapia comemora sucesso de vendas e anuncia sessão extraEmoção marca evento da Casa GuidoEstudantes do IFSC Criciúma se preparam para competição no CanadáEleições para a Câmara Mirim iniciam a todo vapor