InternetData CenterAssinante

Senado debaterá fim do auxílio-moradia para autoridades em 2018

Senado debaterá fim do auxílio-moradia para autoridades em 2018
Foto: Pedro França / Agência Senado
Por Redação Engeplus Em 02/01/2018 às 22:22

Uma sugestão legislativa apresentava via porta e-Cidadania prevê o fim do auxílio-moradia para deputados, senadores e juízes, com o argumento de que o benefício constitui um privilégio e deve ser extinto como forma de moralizar a utilização do dinheiro público.

A ideia conseguiu, no mesmo dia em que foi registrada, 11 de julho, as 20 mil assinaturas exigidas para que entrasse na pauta da CDH e Legislação participativa, colegiado que tem o poder de transformar as sugestões enviadas pelos internautas em projetos de lei.

A relatoria do texto foi entregue ao senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), que pediu que a CDH aprofunde o debate por meio de uma audiência pública. O senador Telmário Mota (PTB-RR) também assinou o requerimento e espera que ele seja um dos primeiros debates de 2018. “Para que a gente pudesse começar esse debate tão importante logo na nossa volta do recesso, é um debate importante para a sociedade brasileira esse do auxílio-moradia para as autoridades constituídas”, comentou o senador Mota.

Em 2016 a União gastou R$ 1,1 bilhão com auxílio-moradia de autoridades, servidores e comissionados dos três poderes. O cálculo é da ONG Contas Abertas que está entre os convidados para a audiência na CDH. Também serão chamados para a audiência, que não tem data marcada, representantes da Secretaria do Tesouro Nacional, da Associação Nacional dos Membros do MP, da Associação dos Magistrados do Brasil e da ONG Transparência Brasil. 

Em 28 de dezembro a sugestão legislativa que pede o fim do auxílio-moradia já ultrapassava os 780 mil apoios.

(Colaboração: Marcela Diniz / Rádio Senado)