InternetData CenterAssinante

Bolsonaro vai concorrer à presidência pelo PSL

Bolsonaro vai concorrer à presidência pelo PSL
Foto: Divulgação
Por Denis Luciano Em 05/01/2018 às 22:07

Não será pelo Patriota (ex-PEN), muito menos pelo PSC, sua atual sigla. O deputado federal Jair Bolsonaro anunciou nesta sexta-feira que concorrerá à presidência da República em outubro pelo Partido Social Liberal (PSL).

"É com muito orgulho que o PSL recebe o deputado Jair Bolsonaro e sua pré-candidatura à Presidência da República. Outrossim, é com muita honra que o deputado se sente abrigado pela legenda e muito à vontade em um partido onde existe total comunhão de pensamentos", diz a nota, distribuída por Bolsonaro e pelo presidente do PSL, Luciano Bivar.

A economia liberal, o direito à propriedade privada, a valorização da segurança e das Forças Armadas são as pautas prioritárias da parceria entre PSL e Bolsonaro, frisaram as duas partes. Logo após o anúncio da adesão, que vinha sendo especulada desde os últimos dias de dezembro, um grupo anunciou sua saída do PSL. “Fomos golpeados pela velha política. Bolsonaro é um populista, um caudilho de direita”, criticou em entrevista ao site O Antagonista o advogado Fábio Ostermann, um dos fundadores do Livres, movimento que dava novo nome na transformação do PSL.

A ida de Bolsonaro para o Partido Ecológico Nacional (PEN) chegou a ser dada como certa há alguns meses, e como parte do acordo o deputado fluminense havia inserido aliados seus na Executiva Nacional e proposto a alteração do nome da sigla para Patriota. Há poucos dias, o partido fez programa nacional de TV dando boas vindas a Bolsonaro e o apresentando como candidato do partido.