InternetData CenterAssinante

Um 2018 de eleições para a presidência

Um 2018 de eleições para a presidência
Foto: Divulgação
Por Redação Engeplus Em 31/12/2017 às 21:00

Os brasileiros voltam às urnas no dia 2 de outubro. Pela oitava vez desde a restauração da democracia, o povo terá a oportunidade de eleger diretamente o presidente da República. Quem sair vitorioso das urnas vai assumir um país dividido, depois do impeachment de Dilma Rousseff (PT) e do atribulado mandato de Michel Temer (PMDB).

Por razões distintas, o cenário ainda está nebuloso para os principais candidatos e partidos. O PT aposta no ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e deixa claro que não há plano B, embora o ex-ministro Fernando Haddad venha sendo preparado. Ocorre que os processos que Lula responde poderão impedi-lo de concorrer. 

O segundo mais cotado nas pesquisas, o deputado federal Jair Bolsonaro, está envolvido em mais uma troca de partido. Eleito no atual mandato pelo PP, rompeu com a sigla que migrou para o PSC, onde logo entrou em litígio e encontrou abrigo no PEN, que mudou seu nome para Patriota justamente para projetar Bolsonaro. Mas o deputado poderá tomar o rumo de outro partido.

No PSDB, depois de um período de incertezas e aparições de outras alternativas, como o prefeito João Dória, tudo leva a crer que o governador Geraldo Alckmin será confirmado na disputa. O PSB não tem um nome hoje destacado, mas aguarda pela resposta do ex-ministro Joaquim Barbosa, que foi convidado a se filiar à legenda e concorrer. O presidente Michel Temer vem sendo incentivado por alguns grupos aliados a buscar a reeleição, o que é pouco provável. O núcleo governista poderia ser representado pelo ministro Henrique Meirelles (PSD) ou pelo deputado federal Rodrigo Maia (DEM).

Os possíveis e especulados candidatos:

PT – Lula da Silva
Patriota – Jair Bolsonaro
PSDB – Geraldo Alckmin
PDT – Ciro Gomes
Rede – Marina Silva
Podemos – Álvaro Dias
Novo – João Amoêdo
PCdoB – Manuela d´Avila
PRTB – Levy Fidelix
PSDC – José Maria Eymael
PSC – Paulo Rabello de Castro
PPL – João Vicente Goulart
PSOL – Guilherme Boulos
PPS – Cristovam Buarque
PSD – Henrique Meirelles