InternetData CenterAssinante

Prates descarta candidatura ao Senado

Prates descarta candidatura ao Senado
Foto: Reprodução / SBT SC
Por Denis Luciano Em 16/11/2017 às 17:36

As últimas semanas foram sacudidas em Santa Catarina com a possibilidade de o jornalista Luiz Carlos Prates entrar na disputa por uma das cadeiras ao Senado na eleição de 2018. O convite partiu do deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ), pré-candidato à presidência da República, mas Prates não aceitou.

“Ganhei e tenho ganhado o melhor de todos os votos, o voto de confiança. Faz 35 anos que eu optei por viver e trabalhar em Santa Catarina, são 35 anos de contato diário, e opto por continuar com as asas livres para voar pela busca de uma sociedade melhor aqui, nessa trincheira da comunicação”, afirmou o comunicador.

Além de concorrente ao Senado, Prates foi sondado por Bolsonaro para coordenar a campanha presidencial do deputado fluminense em Santa Catarina. “Foi um convite que me elevou a auto estima, me deixou feliz, é um tipo de reconhecimento ao trabalho, à luta, à guerrilha de todos os dias. Observei todas as possibilidades, e tenho me visto como um guerrilheiro da informação. Gosto de sacudir uma bandeira, não da direita, não da esquerda, mas para o bem de todos. E essa bandeira da neutralidade, embora o comentário possa ser mais forte, é a que eu quero”, reforçou.

Sem Prates, Bolsonaro segue em busca de uma referência em Santa Catarina mas, mesmo assim, ele lidera nas últimas pesquisas realizadas. Em levantamento de setembro do instituto Paraná Pesquisas, Bolsonaro aparece com 26,2% das intenções de voto entre os eleitores catarinenses contra 18% do ex-presidente Lula da Silva (PT).

Enquanto isso, a disputa ao Senado, que oferecerá duas cadeiras no ano que vem, guarda apenas uma certeza: a participação do governador Raimundo Colombo (PSD). O atual senador Paulo Bauer (PSDB), cujo mandato está terminando, tem se credenciado a concorrer ao governo do Estado. A outra cadeira a ser preenchida é de Dalírio Bebber (PSDB) que assumiu como suplente no falecimento de Luiz Henrique da Silveira (PMDB).