InternetData CenterAssinante

Estudante que perdeu parte da mão em explosão continuará em observação

Estudante que perdeu parte da mão em explosão continuará em observação
Foto: reprodução correio braziliense
Por Douglas Saviato Em 25/05/2017 às 13:55

Vitor Rodrigues Fregulia, de 21 anos, que se feriu gravemente com um artefato explosivo durante o movimento Ocupa Brasília na capital federal nessa quarta-feira, dia 24, continua internado no Hospital de Base do Distrito Federal. O estudante de física do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC), que perdeu três dedos (médio, anular e mínimo) da mão direita, passou por uma cirurgia para a reconstrução da mão ainda na noite dessa quarta-feira.

Fregulia acordou do procedimento nesta madrugada e permanecerá internado em observação por mais cinco dias. De acordo com a assessora da Central Única dos Trabalhadores (CUT) de Santa Catarina, Sílvia Medeiros, o corpo clínico que atendeu o estudante fará um acompanhamento para verificar como o jovem reagirá a reconstrução do membro. Os médicos trabalham para uma boa recuperação do dedo indicador, que ficou comprometido com a explosão.

Está com Fregulia um colega próximo, que também estava na manifestação, a responsável pelo ônibus que levou o grupo de Araranguá até Brasília e um advogado. Em torno de 15 estudantes do IFSC de Araranguá e mais alguns profissionais da instituição se deslocaram até a capital do país. Os demais integrantes do grupo iniciaram o retorno ao Sul do Estado ainda na noite dessa quarta.

Sílvia lembra que muitas bombas eram lançadas no meio dos manifestantes e a reação de quem estava no local era retirar estes artefatos de perto. “Segundo os relatos de algumas pessoas que estavam próximas pode ter sido este o ocorrido. Na tentativa de retirar essa bomba de perto, em uma fração de segundos, o artefato explodiu na sua mão”, destaca. Conforme Sílvia, nenhum estudante entrou no ônibus com rojões ou algo semelhante. O jovem disse não lembrar do que ocorreu e está bastante abalado.