InternetData CenterAssinante

Morre Mário José Gonzaga Petrelli, fundador dos grupos ND e RIC

Ele teve uma parada cardíaca decorrente de uma hemorragia durante uma endoscopia
Morre Mário José Gonzaga Petrelli, fundador dos grupos ND e RIC
Foto: Divulgação/ND
Por Lucas Renan Domingos Em 22/04/2020 às 17:18

Morreu na tarde desta quarta-feira, dia 22, o empresário do ramo de comunicação e fundador do Grupo ND (Santa Catarina) e Grupo RIC (Paraná), Mário José Gonzaga Petrelli. Ele tinha 84 anos e estava internado no Hospital Baía Sul, em Florianópolis, para onde havia sido encaminhado na noite dessa terça-feira, dia 21, após passar mal em sua residência. Conforme informou o portal ND+, Petrelli teve uma parada cardíaca decorrente de uma hemorragia durante procedimento de endoscopia e não resistiu. 

Ainda segundo o Grupo ND, o empresário também se recuperava de uma bem-sucedida cirurgia após implante de uma prótese no joelho, há cerca de um mês. O ND+ divulgou ainda um histórico da vida de sucesso de Petrelli. 

Homem da comunicação

O advogado e empresário foi responsável pelo crescimento na área de comunicação em Santa Catarina. Teve uma carreira vencedora no setor de seguros e de comunicação.

Natural de Florianópolis, Mário Petrelli mudou-se aos 15 anos de idade para Curitiba, onde se formou bacharel em Direito pela UFPR (Universidade Federal do Paraná), em 1959. Antes mesmo de encerrar a graduação, iniciou sua carreira em comunicação como repórter de política dos jornais “O Dia” e “A Tarde”, de Curitiba. Tornou-se executivo de uma empresa de seguros, ramo em que também foi muito bem-sucedido.

Em 1976, surgiu a oportunidade de adquirir uma emissora de televisão, a TV
Coligadas, de Blumenau. Essa foi a base do que se tornou o Grupo RIC, com sedes no Paraná e em Santa Catarina.

Atualmente nomeado Grupo ND, em Santa Catarina, o conglomerado de mídia engloba NDTV, o jornal impresso ND e o portal nd+, além de revistas, a Record News, uma rádio e uma plataforma jovem.

Por tudo o que Mário Petrelli representou na história da comunicação catarinense, será decretado luto oficial de três dias em Florianópolis.