InternetData CenterAssinante

Nota de Falecimento: morre Irmã Salésia João da Silva

Irmã Salésia faleceu às 14 horas desta sexta-feira, 03, no Hospital São Marcos
Nota de Falecimento: morre Irmã Salésia João da Silva
Foto: Divulgação
Por Redação Em 03/05/2019 às 18:50

A Diocese de Criciúma comunica, com pesar, o falecimento da religiosa da congregação das Irmãs Beneditinas da Divina Providência, Irmã Salésia João da Silva, aos 85 anos de idade. Irmã Salésia faleceu às 14 horas desta sexta-feira, 03, no Hospital São Marcos, em Nova Veneza, em decorrência de problema renal grave e edema agudo de pulmão. Seu corpo será velado na Capela do Instituto Sagrada Família, em Nova Veneza, onde será celebrada missa de corpo presente neste sábado, dia 04, às 15h30min, seguida de sepultamento no Cemitério Municipal.

Nossa oração e solidariedade à família Beneditina, familiares e toda a comunidade. Deus a acolha em seu Reino eterno!

Histórico de vida da religiosa

Irmã Salésia nasceu no dia 20 de agosto de 1933, em Barro Branco, Lauro Müller (SC), filha de Antônio João da Silva e Bernardina Campos da Silva. Foi batizada no dia 04 de dezembro de 1935, com o nome de Laura, e crismada em 01 de junho de 1936, na Arquidiocese de Florianópolis (SC). Ingressou na Congregação em 12 de janeiro de 1950, quando Superiora Geral a Madre Joana Zonca. Ingressou no Noviciado em 26 de janeiro de 1951, sendo sua madrinha Irmã Elígia Nobile. Sua Mestra de Noviciado foi Irmã Beniamina Carbone. Fez a Profissão Religiosa em 27 de janeiro de 1952 e a Profissão Perpétua em 08 de janeiro de 1957. 

A maior parte de sua vida consagrada viveu-a na doação, trabalhando em hospitais, cuidando dos doentes, trabalho que o fez sempre, no silêncio e no escondimento, com muito carinho e dedicação.

No ano de 1998, foi transferida do Hospital São Camilo para a Casa São José, de Forquilhinhas – São José (SC). Ali, colaborava na pastoral e serviços gerais. Em 2011, foi para o Instituto Sagrada Família, em Nova Veneza, para tratamento de saúde e colaborava como enfermeira da comunidade. Em julho de 2014, foi transferida para a Casa São José, também em Nova Veneza, e ali continuou seu tratamento de saúde, colaborando nos trabalhos que lhe eram possíveis, até este dia em que Deus a chamou para junto de si.

Trabalhou no Hospital São Marcos (Nova Veneza), Hospital Nossa Senhora da Conceição (Urussanga), Asilo Santa Isabel, Hospital Santa Otília (Orleans), Instituto Pio XI (RJ), Hospital de Campos Gerais (MG), Instituto Pio X (SP), Hospital São Camilo (Imbituba), Lar Madre Benedita (Osasco/SP), Casa de Pastoral ( Tatuquara, Curitiba/PR), Instituto Sagrada Família e Casa São José (Nova Veneza).

Colaboração: Bibiana Pignatel -Setor de Comunicação -Diocese de Criciúma