InternetData CenterAssinante

A maçonaria no Brasil

A maçonaria no Brasil
Por Willi Backes Em 11/08/2021 às 09:17

Segundo literatura de Pesquisadores, alguns acreditam que o movimento maçônico no Brasil iniciou em 1.796, com a Fundação do Areópago de Itambé, em Pernambuco. Areópago significa e representa ser Tribunal de Justiça ou Conselho, célebre pela honestidade e retidão no Juízo, que tradicionalmente funcionava a céu aberto, na antiga Atenas, desempenhando papel importante na política e assuntos religiosos.

Outros pesquisadores relatam que a história da Maçonaria no Brasil tem como marco oficial, em 1.801, da Loja Reunião, no Rio de Janeiro. 

Desde a crise do Antigo Sistema Colonial, a maçonaria está presente em nossa história, destacando-se inicialmente, entre alguns revolucionários da Inconfidência Mineira e da Conjuração Baiana no final do século XVIII. Nesse período que antecede a Independência, a Maçonaria assumiu uma posição avançada, representando um importante centro de atividade política, para difusão dos ideais do liberalismo anticolonialista.

Sua influência cresceu consideravelmente durante o processo de formação do Estado Brasileiro, onde apareceu como uma das mais importantes Instituições de apoio à Independência, permanecendo atuante ao longo de todo período Monárquico no século XIX. Nesse processo, a história do Brasil Império é também a história da Maçonaria, que vem atuando na política nacional desde os primeiros movimentos de Independência, passando pelos irmãos Andradas no Primeiro Reinado, até as mais importantes lideranças do Segundo Império, no final do século XIX.

A MAÇONARIA EM CRICIÚMA

No Século XXI, estima-se que existam no mundo algo em torno de 6,6 milhões de Maçons. A organização em Sistemas de Obediência da Franco-Maçonaria, como é hoje conhecida, surgiu em 1.717, com a fundação da Grande Loja de Londres e Westminster, na Inglaterra.

A Maçonaria é uma Entidade Sem Fins Lucrativos, Apartidária, com princípios filantrópicos e filosóficos, e que visa promover ações de Política Social para a Sociedade Civil Organizada.

Nos anos 40 do Século XX em Criciúma, dezessete personalidades criciumenses liderados pelo curitibano Dr. Manif Zacharias, iniciaram tratativas e fundaram a primeira Loja Maçônica na cidade. Até 2.021, seguiram-se a organização e fundação cronológica das Lojas Maçônicas:

1ª Potência – Grande Loja de Santa Catarina.

. Loja Maçônica Presidente Roosevelt n.2 – 15 de Agosto de 1.946.

. Loja Maçônica Fraternidade Criciumense n.33 – 08 de Dezembro 1.982.

. Loja Maçônica Liberdade Criciumense n.55 – 21 de Julho de 1.993.

. Loja Maçônica Igualdade Criciumense n.66 – 09 de Dezembro de 1.986.

2ª Potência – Grande Oriente de Santa Catarina (GOSC).

. Loja Maçônica Nova Aurora n.41 – 13 de Dezembro de 1.983.

. Loja Maçônica Renascer da Luz n.56 – 19 de Março de 1.994.

. Loja Maçônica Zodiacal n.89 – 07 de Novembro de 2.001.

. Loja Maçônica Consênsio n.115 – 08 de Abril de 2.008.

3ª Potência – Grande Oriente do Brasil (GOB).

. Loja Maçônica Estrela da Harmonia n.2868 – 24 de Abril de 1.995.

. Loja Maçônica União do Sul n.3260 – 07 de Agosto de 1.999.

 

Em 15 de Novembro de 2.014, com intuito de recepcionar e alojar as relações das três Potências Lojas Maçônicas de Criciúma, iniciou atividades a entidade Sociedade Maçônica Regional Sul de Santa Catarina – SOMARSUL.