InternetData CenterAssinante

Sapiência do Ancião

Sapiência do Ancião
Foto: google images/lobos
Por Willi Backes Em 24/03/2020 às 13:59

Há muitos anos no Brasil está institucionalizada o debate político do “Nós Contra Vocês” ou “Vocês Contra Nós”. Uns milhões se autodenominam conservadores liberais tradicionais e com visão horizontal, e, outros milhões se proclamam socialistas populares com olhos focados no próprio umbigo. Os primeiros defendem a liberdade individual e os segundos, a submissão estatal. Tem ainda uma terceira corrente, a dos isentões, ou, os em cima do muro. Dependendo da oportunidade, pulam pra cá ou pra lá.

Sem que ocorram exageros, essa separação de conceitos políticos é expressão própria da Democracia.

Enquanto parte quer fazer acontecer as coisas pra sociedade como um todo, outros labutam e conspiram para que nada aconteça ou se acontecer, que seja da pior forma possível.

A simples fábula que segue, simplifica o entendimento e qual opção apoiar e participar efetivamente.

A FÁBULA DOS LOBOS.

Numa noite de inverno, um velho apache chamou seu neto para junto da fogueira da aldeia para lhe falar do combate que acontece dentro das pessoas.

Ele disse: “A batalha é entre os dois lobos que vivem dentro de cada um de nós. Um é mau e suas manifestações são a raiva, a inveja, o ciúme, a tristeza, o desgosto, a cobiça, a arrogância, a pena de si mesmo, a culpa, o ressentimento, a inferioridade e o orgulho falso”.

“E o outro?” – perguntou o neto.

O sábio respondeu: “O outro é bom. É alegria, fraternidade, paz, esperança, serenidade, humildade, bondade, benevolência, empatia, generosidade, verdade, compaixão e fé”.

O neto pensou nessa luta e perguntou novamente ao avô: “E qual o lobo que vence, vovô?”

O velho sábio respondeu:

“Aquele que tu alimentas!!!”.