InternetData CenterAssinante

Descoberta água na lua! E daí?

Descoberta água na lua! E daí?
Por Willi Backes Em 09/11/2020 às 13:14

DESCOBERTA ÁGUA NA LUA!  E DAÍ?

Texto – Willi Backes.

Segundo relatos científicos, do Observatório Estratosférico de Astronomia Infravermelha (SOFIA) da NASA, agencia aeroespacial norte americana, anunciou no dia 26 de Outubro de 2020, a descoberta de água em estado líquido na superfície da Lua.

Moléculas de “H20” foram achadas na cratera Clavius, localizada no hemisfério sul lunar, uma das maiores crateras visíveis do satélite natural a partir da Terra. Observações anteriores já haviam mostrado a presença de hidrogênio no local, mas essa é primeira vez que água é detectada na Lua.

A quantidade de água observada é o equivalente a 354,9 mililitros, um pouco mais da metade de uma garrafinha de água mineral, das pequenas. O líquido está contido em um metro cúbico de solo espalhado pela superfície lunar.

IRONIAS ÁGUA ABAIXO.

Desde sempre, a humanidade se instalou, cresceu e se desenvolveu a partir de uma nascente de água doce e ao longo do seu curso, até o desague nos mares e oceanos.

O planeta Terra tem as dimensões de 510.100.000 de Km2, dos quais, aproximadamente 2/3 ou 331 milhões de km2 são oceanos. Considerando linha linear e tendo a linha do Equador como referência, o planeta tem 12.756 km de diâmetro.

A população da Terra é estimada em 7,800 bilhões de viventes. Cada ser humano, considerando “terra firme”, ocupa algo em torno de 16 mil metros quadrados.

VÃO PLANTAR BATATAS.

No mundo, 3 em cada 10 pessoas, não tem acesso a água potável em rios ou torneiras. No Brasil são 35 milhões. Próximo a 5 bilhões sem serviços  de saneamento básico. No Brasil são mais de 100 milhões de pessoas. A falta de água potável e saneamento básico são as duas causas principais pela fome e doenças que matam próximo a 900 milhões de pessoas por ano.

Descaradamente, com prática do crime de calunia e difamação, com total falta de conhecimento, ética e moral, com interesses econômicos umbilicais e politicagem, liderados pelo francês Emmanuel Macron, pelo argentino Francisco, pela infantil sueca Greta, pelos demagogos Biden e Merkel, mais outros escamoteados, acusam o Brasil de exceder áreas de produção de alimentos. Os narizes pinóquios se espicham quando ocultam lucidez dos fatos e a verdade.

Essa gente toda que não sabe de que lado fica o cabo na enxada, deveriam conhecer e saber que o Brasil tem terras produtivas apropriadas, sol, água, clima, chuvas em abundancia, técnica produtiva e tudo isso em apenas 1/3 do seu território. Muito ainda há que se fazer, crescer e expandir. O Brasil tem plenas condições de abastecer e eliminar a fome do mundo. Basta que não atrapalhem na missão humanitária delegada por Deus a gente brasileira.

A turba barulhenta e difamadora, mesmo olhando e evangelizando no mundo da lua, deveriam exemplificar usando uma enxada para produzir.

CAVOCANDO NO DESERTO.

Bem antes da descoberta de água em estado líquido na lua, geólogos ocidentais detectaram água com razoável abundancia em terras áridas no continente africano, inclusive no subsolo do deserto do Saara. A descoberta parou na descoberta, nada evoluiu tecnicamente para o aproveitamento.

A China, silenciosamente mas de forma consistente, investe na compra de vastas áreas na África, até agora consideradas pouco produtivas, e fazendo uso de técnicas apropriadas, fará em breve produção de milhões de toneladas de alimentos para suprir o mercado interno de mais de 1,4 bilhão de chineses. É o uso racional do instinto de sobrevivência.