InternetData CenterAssinante

Como prevenir infecção urinária e formação de cálculo nos pets?

Saiba mais sobre essas doenças e como identificá-las precocemente para ajudar o seu pet.
Por Dr Samuel Machado Em 11/07/2019 às 16:51

Uma das diferenças entre diagnosticar humanos e animais, é que os pets não conseguem expressar de forma clara o que estão sentindo, por isso, é muito importante que você, como tutor, preste atenção aos hábitos do seu amigão de quatro patas!

Ele está com dificuldade de urinar? Está saindo sangue junto com a urina? Antes de urinar ele fica dando voltas e mais voltas? Emite algum som (miado, uivo, etc.) ao fazer xixi? Seu amigo pode estar com uma infecção urinária ou cálculo! Ao notar esses sinais, você deve levar o seu pet ao veterinário o quanto antes, para receber um diagnóstico preciso e já iniciar o tratamento necessário.

A melhor forma de diagnosticar condições como essas é através da realização de exames de imagem. O ultrassom é uma opção excelente em casos assim, pois através dele, além de visualizar os cálculos, também é possível fazer uma avaliação e registrar medidas da parede da bexiga. No mesmo exame, temos a oportunidade de coletar urina de forma guiada, o que oferece menos riscos para o pet e reduz a contaminação da amostra coletada. 

Mas todos os animais podem ter cálculos? Sim. Porém, entre os pets domésticos, o gato macho castrado tem maior predisposição. Isso acontece  devido a alguns fatores, como o aumento do sedentarismo (o gato fica menos ativo, se levanta menos vezes para tomar água e urinar) e até mesmo questões comportamentais, como o estranhamento durante a troca do material sanitário (areia, granulado, sílica, e até mesmo marcas diferentes do mesmo produto) ou a chegada de um novo gato no ambiente. 

Predisposição genética e alimentação de baixa qualidade também são fatores que podem levar a essas doenças, independentemente da espécie. Oferecer rações de qualidade, estimular a ingestão de água, criar uma rotina de atividades físicas e manter o local sanitário do seu pet sempre limpo são alguns cuidados que até parecem básicos, mas que podem prevenir muitos problemas futuros e melhorar muito a qualidade de vida do seu amigão!

***

Colaboração e revisão - Carol Grechi