navegue nos blocos da capa

Mídia

Criciúma

Os cinco meses do fechamento do Jornal da Manhã

10
OUT
2017
| 12h27
12h27
Denis Luciano
Jornalista | Portal Engeplus
Escreva para a redação referente a esta matéria
Enviar mensagem

Este contato será envido de modo restrito para o jornalista.
Contribua com a matéria
Dúvidas, sugestões ou contribuições
Denis Luciano

Quem passa pela rua Rui Barbosa em direção ao Centro, quase na esquina com a Marechal Deodoro, depara-se à esquerda com um outdoor que chama a atenção. Ele anuncia alguns produtos do Jornal da Manhã, como as edições impressa e online. Trata-se, naturalmente, de uma peça bastante antiga na medida em que o periódico completa hoje cinco meses fora de circulação.

Em 10 de maio circulou a edição número 9.871, a última do JM cuja direção anunciava, naquela tarde, a “suspensão temporária da circulação”. Porém, cinco meses passados, o fim do Jornal da Manhã parece consolidado, pela timidez dos movimentos para a retomada da tradicional marca, que ingressou em seu ano 34, em 25 de agosto, fora do mercado.

Há três meses, um dos sócios proprietários do JM, o empresário Augusto Cancelier reafirmava a intenção de fazer o matutino voltar a circular, e assegurou que o rico acervo que guarda 33 anos de edições está bem conservado em local seguro. O automóvel que servia de unidade móvel para as operações administrativas e de redação, devidamente identificado com a plotagem do JM, está estacionado em uma garagem na área central de Criciúma.

Leia mais sobre:
Fala Leitor
Se você possui uma sugestão de pauta, artigo ou um fato que deseja noticiar, entre em contato conosco pelo Fala Leitor.
imagens recentes no Portal
Feira de Ciências da Unesc recebe estudantes de Criciúma e regiãoTem frustração, mas ainda tem luta no TigreUma torneira brilha com tecnologia de pontaRodovias estaduais recebem operação tapa-buracosPedestre morre atropelada na Avenida CentenárioTurminha do Futuro encerra viagens rumo ao mundo do saber em três escolas