navegue nos blocos da capa

Leituras & Cia

Do quinto andar

Criciumense lança livro de crônicas nesta sexta

12
SET
2017
| 15h38
15h38
Amanda Garcia Ludwig
Jornalista | Portal Engeplus
Escreva para a redação referente a esta matéria
Enviar mensagem

Este contato será envido de modo restrito para o jornalista.
Contribua com a matéria
Dúvidas, sugestões ou contribuições
Amanda Ludwig

A escritora Deise Duarte lança, nesta sexta-feira, seu primeiro livro de crônicas. Do Quinto Andar tem 62 crônicas que retratam as pequenas coisas do dia a dia. A sessão de autógrafos acontece na noite desta sexta-feira, dia 15, a partir das 19h30, na Livraria Catarinense do Nações Shopping.

Deise conta que sempre teve uma percepção daquilo que estava ao seu redor e desde adolescente escrevia pequenos textos relatando sua rotina. “Aos poucos percebi que muitas pessoas se identificavam com estes textos. Antes, eu publicava em blogs e fotolog. Quando passei a colocá-los no Facebook, por exemplo, notei que outras pessoas compartilhavam da mesma ideia.”

O fato de os textos também se encaixarem na vida de outras pessoas a motivou a escrever cada vez mais. “Tenho a ideia de que você precisa ser quem é, e não aquilo que querem que você seja. A gente admira alguém porque queria ser aquilo”, diz Deise.

A ideia do livro surgiu no ano passado, quando a escritora publicou em suas redes sociais uma carta aberta a seu filho adolescente, que completava então 15 anos. “Este foi o marco. Muitas outras mães se identificaram com aquela carta e percebi que posso emprestar minhas palavras a outras pessoas”, afirma Deise.

Segundo Deise, as crônicas trazem à tona a ideia de que é preciso saber que a vida é boa, mas não é perfeita. "É a ideia de que podemos apreciar a simplicidade das coisas. Não precisamos esperar tudo ser perfeito para ser feliz."

Confira a entrevista de Deise ao Portal Engeplus:

Portal Engeplus – O que representa para você o nome do livro, Do Quinto Andar?

Deise Duarte – Este é o nome de uma das crônicas. Em algum momento, eu e minha família mudamos de apartamento, para um que ficava no quinto andar. Pudemos ver coisas que antes não víamos, e notamos que mesmo que estivéssemos mais acima e distante das coisas, conseguimos enxergar alguns detalhes. Percebi que podemos ignorar o que não nos representa, o que não nos faz feliz, para poder focar em coisas que nos fazem bem.

Portal Engeplus – Quanto tempo você demorou para escrever este livro?

DD – Foram um ano e dois meses de dedicação integral ao projeto. Mas não escrevi todas as crônicas neste tempo. Na verdade entre os 62 textos estão apanhados de crônicas que escrevi ao longo da vida.

Portal Engeplus – Já está pensando em um próximo projeto?

DD – Sim. Inclusive já decidi o tema do próximo livro. Ele vai ser diferente, mas continuarei escrevendo crônicas. Não adianta. Sou cronista! Acredito que este formato de texto é mais simples e democrático, e acaba atingindo um número maior de pessoas.

Portal Engeplus – Em poucas palavras, o que representa seu primeiro livro?

DD – Ele trata de amor, maternidade e principalmente amor-próprio.  

Fala Leitor
Se você possui uma sugestão de pauta, artigo ou um fato que deseja noticiar, entre em contato conosco pelo Fala Leitor.
imagens recentes no Portal
Semana da Baleia Franca começa nesta quinta-feiraGaleria de arte da Acic recebe nova exposiçãoVÍDEO: O terceiro ciclo econômico: do carvão à prestação de serviços e ao comércioVÍDEO: Saiba como separar o seu resíduo e como eles chegam aos catadoresJogadores do Tigre visitam alunos da Educação InfantilExposição Arte, Cultura e Tatuagem chega ao Nações Shopping