InternetData CenterAssinante

Vaquinha online arrecada recursos para ajudar criciumense com graves sequelas da Covid-19

Doença desencadeou parada cardiorrespiratória e causou lesão cerebral em Alexandre Rossa
Vaquinha online arrecada recursos para ajudar criciumense com graves sequelas da Covid-19
Foto: Divulgação
Por Lucas Renan Domingos Em 21/01/2021 às 15:04

Familiares e amigos do representante comercial Alexandre dos Santos Rossa, de 31 anos, montaram uma vaquinha online para ajudar o criciumense. Rossa foi diagnosticado com Covid-19 em novembro de 2020 e as complicações da doença desencadearam uma parada cardiorrespiratória, provocando lesão cerebral. A meta é arrecadar R$ 90 mil, que serão utilizados para custear o tratamento.

O criciumense chegou a ficar internado durante 42 dias em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e recebeu alta hospitalar no último dia 17 de janeiro. Por conta da lesão cerebral, ele precisa receber tratamento especializado e diário de médico, fisioterapeuta, fonoaudiólogo, enfermeiro, nutricionista e acompanhamento médio. Para que haja um acompanhamento adequado, a família de Rossa precisou interná-lo em uma clínica de reabilitação particular.

“Conforme o médico nos informou, ele ficou mais de dez minutos sem oxigênio durante a parada cardiorrespiratória. Foi feito exame de tomografia e encefalograma e diagnostica a lesão no cérebro, mas a gente não sabe a dimensão, porque o ideal seria efetuar uma ressonância magnética, mas ele não pode fazer porque ele possui uma traqueostomia. Hoje ele está acamado e quase não responde aos estímulos. O que ele consegue fazer é apenas abrir e fechar os olhos”, detalhou a madrasta de Rossa, Maria Luiza Candido Rossa.

O representante comercial é casado, pai de Isabelly, de 10 anos, e está esperando pelo nascimento de Maria Augusta, sua segunda filha, que está marcado para março. Ele também é músico e faz parte Igreja das Nações, onde atua como ministro de louvor e gravou a música "Meu Socorro".

“Até foi feita uma avaliação para que o Alexandre recebesse o acompanhamento especializado em casa, mas os custos seriam ainda maiores e as chances de recuperação dele na clínica também são maiores”, acrescentou Maria Luiza.

Além do acompanhamento de profissionais da saúde, Rossa ainda precisará passar por um processo cirúrgico, devido a complicações em sua sonda alimentar. A projeção é de que o representante comercial precise ficar pelo menos seis meses internado na clínica de reabilitação. Os custos também envolvem gastos com fraldas, pomadas, cremes, medicamentos, exames de rotina, equipos e alimentação por sonda.

Além da arrecadação por meio da plataforma “Vakinha”, a família também disponibilizou uma conta poupança em nome de Rossa para receber transferências. Até a publicação desta matéria, somente pela internet haviam sido arrecadados pouco mais de R$ 41 mil.

Os interessados em contribuir com a vaquinha podem clicar aqui ou efetuarem depósitos em conta utilizando os dados abaixo:

Nome: Alexandre dos Santos Rossa 

Banco: Caixa Econômica Federal 

Conta: poupança 

Agência: 00535

Conta: 1288.000815684925-4

CPF: 067.832.719-00

Chave PIX: isabellyrossa@gmail.com