InternetData CenterAssinante

Thobias precisa de R$ 2,5 milhões para fazer tratamento contra leucemia de alto risco

Campanha na internet busca arrecadar valor para procedimento no exterior
Thobias precisa de R$ 2,5 milhões para fazer tratamento contra leucemia de alto risco
Foto: Divulgação
Por Lucas Renan Domingos Em 02/11/2021 às 18:51

Com quase dois anos Thobias Canarin Schlengman luta diariamente por sua vida. Quando tinha somente oito meses, durante um exame de sangue de rotina, ele foi diagnosticado Leucemia Linfoblástica Aguda do Lactante Tipo B (alto risco). Mesmo com tratamento de quimioterapia e transplante de medula óssea, a cura não aconteceu.  Agora a família do pequeno busca recursos para um tratamento no exterior, conhecido como Car-T Cell, para tentar, mais uma vez, superar a doença.

Só que o valor é elevado. A estimativa é de que os o procedimento, somado às passagens aéreas e estadias fora do país, custe a R$ 2,5 milhões. “O tempo é o nosso inimigo neste momento e assim esse valor poderá ser alterado para maior ou não. Quanto mais tempo passar e a doença evoluir tudo irá mudando. Se precisarmos de um voo UTI, por exemplo, custará mais R$ 500 mil. Por isso, quanto antes conseguirmos ir para o tratamento, melhores serão nossas chances”, destacou Tiago Schlengman Machado, pai de Thobias.

Para conseguir reunir os recursos, a família lançou uma campanha na internet com a hashtag#salveothobias. As doações podem ser feitas por meio de pix ou por uma vaquinha online. Até o momento, a arrecadação já atingiu a marca de R$ 400 mil.

“As pessoas olham o valor total e se assustam. Muitos não doam por acreditar ser impossível chegar na meta. Gosto sempre de usar um exemplo. Se 25 mil pessoas, o equivalente a apenas 15% da população de Criciúma, doassem R$ 100 já teríamos o valor. O nosso apelo para que as pessoas doem R$ 50, R$ 20, R$ 10, R$ 5 ou mesmo R$ 1 real e também farão a diferença”, falou o Tiago.

Em busca de uma vida melhor para Thobias

Quem vê fotos e vídeos do Thobias não imagina o os desafios que ele tem enfrentado. Mesmo feliz e fazendo a alegria dos pais, a jornada não tem sido simples. Desde o transplante de medula óssea que não trouxe a evolução esperada, o hospital passou a ser a principal casa do menino, acompanhado dos pais Tiago e Annelise Rodrigues Canarin Machado.

Na sua última internação, eles ficaram 35 dias internados. Todos os dias são coletadas amostras de sangue para acompanhamento. Se necessário, Thobias recebe transfusões de plaquetas e hemácias, além de ser medicado com antibióticos e outras medicações para controlar os efeitos da quimioterapia.

“Uma criança doce, que até então tem como sua casa o apenas o hospital e ainda não pode experimentar coisas tão bobas para todos nós, como ir ao shopping, supermercado, parquinhos, praia, brincar com outras crianças. Somos gratos por tudo até aqui, mas a luta continua e o alvo ainda está longe. Com a ajuda de todos conseguiremos”, projetou o pai.

Saiba como doar

O perfil @salveothobias no Instagram é o principal canal de divulgação da campanha. Lá o público interessado em doar pode saber todas as informações sobre o menino. As doações estão sendo recebidas pela chave pix 153.558.169-75 (CPF) ou por meio da plataforma Vakinha, onde são aceitos pagamentos pelo PayPal ou cartão de crédito, inclusive de doações do exterior.