InternetData CenterAssinante

Sindisaúde homenageia profissionais da saúde que morreram de Covid-19

Seis trabalhadores da região Sul de Santa Catarina morreram em virtude da doença
Sindisaúde homenageia profissionais da saúde que morreram de Covid-19
Foto: Rafaela Custódio/Portal Engeplus
Por Rafaela Custódio Em 07/04/2021 às 12:35

Há mais de um ano a população brasileira está lutando contra a Covid-19. Um vírus que não escolhe etnia, religião ou sexo. O Brasil registrou 4.211 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas. Desde o início da pandemia, o Ministério da Saúde contabilizou 337.364 óbitos. Cada vítima deixou uma história, como no caso dos seis profissionais de saúde do sul catarinense que morreram em virtude da doença. 

Os seis profissionais foram homenageados na manhã desta quarta-feira, dia 7, pelo Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Saúde (Sindisaúde). O ato foi realizado no Hospital São José (HSJ) de Criciúma em virtude do Dia Mundial da Saúde, que é celebrado hoje. A ação contou com a participação de colegas das vítimas e também de familiares. 

Profissionais de saúde vítimas da Covid-19:

Pedro João da Luz - Hospital São José de Criciúma

Adriana Honorato - Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU)

Ademir Rocha - Hospital São Donato de Içara

Rosimere dos Santos - Hospital São José de Criciúma 

Betinho - Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Araranguá 

Marisceles Guerreiro - Hospital São Donato de Içara

"É um ato simbólico para homenagear os profissionais de saúde que estão diariamente cuidando dos pacientes da Covid-19 e de outras doenças. Mas o ato também busca conscientizar a população para o distanciamento social e os cuidados básicos com o vírus", destaca o diretor do Sindisaúde, Cleber Ricardo Cândido

Conforme o diretor do Sindisaúde, os profissionais estão esgotados, porém continuam trabalhando visando o próximo. "Nas unidades não entram apenas casos de Covid-19 e precisamos entender isso. Precisamos ainda melhorar a tabela do Sistema Único de Saúde (SUS) e valorizarmos ainda mais os profissionais de saúde", afirma. "Perdemos seis profissionais e tivemos muitos trabalhadores infectados pelo vírus. Nossa homenagem é para todos", completa. 

Dois profissionais do Hospital São José morreram vítimas da Covid-19 e a vice-diretora da instituição, Irmã Terezinha Buss, ressaltou que eles deixaram suas marcas na unidade hospitalar. "Eles lutaram por tantas vidas e que Deus esteja recompensando eles de alguma maneira. Todos merecem reconhecimento e gratidão", declara. 

A saudade 

Valdete Cruz era casada com Pedro João da Luz, de 50 anos. Ele morreu de Covid-19 há 14 dias. Ela acompanhou a homenagem e falou sobre seu marido. "Ele ficou internado durante 51 dias e deixou seis filhos. É um momento muito triste, pois a saudade aumenta a cada dia. Uma doença que não temos como nos despedir, não temos como fazer nada. Ficarão as lembranças de tudo que vivemos", afirma. 

Segundo o diretor do Sindisaúde, o sul catarinense conta com seis mil profissionais de saúde, porém 3,8 mil estão na linha de frente contra a Covid-19. Confira abaixo vídeos e fotos: