InternetData CenterAssinante

Nova matriz de risco potencial da Covid-19 aponta todo o Sul catarinense em situação grave

Amrec permaneceu na cor laranja e Amesc e Amurel deixaram o nível gravíssimo
Nova matriz de risco potencial da Covid-19 aponta todo o Sul catarinense em situação grave
Foto: Rafaela Custódio/Arquivo/Portal Engeplus
Por Lucas Renan Domingos Em 20/01/2021 às 16:35

A Matriz de Risco Potencial divulgada pela Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina foi atualizada nesta quarta-feira, dia 20, e apresentou melhora na situação da pandemia em todo o Sul catarinense. A classificação Associação dos Municípios do Extremo Sul Catarinense (Amesc) e da Associação dos Municípios da Região de Laguna (Amurel) apresentaram melhorias. As regiões passaram do nível gravíssimo (cor vemelha) para a situação grave (cor laranja). Já a Associação dos Municípios da Região Carbonífera (Amrec) já estava na cor laranja e permaneceu. 

Na última matriz que havia sido divulgada no dia 13 de janeiro, eram 13 regiões do Estado em nível gravíssimo, agoram são nove. Além da Amurel e da Amesc, outras duas regiões - o Extremo Oeste e Xanxerê - também progrediram da cor vermelha para laranja. Já a classificação da Grande Florianópolis, regrediu de nível gravíssimo para grave. Conforme o relatório, a região da Capital os níveis de monitoramento, transmissibilidade e óbitos estão no patamar mais alto de atenção. 

A Amesc apresenta o nível de capacidade de atenção mais confortável, apresentando o nível moderado. De acordo com a epidemiologista Maria Cristina Willemann destacou que seis regiões do estado apresentam ocupação dos leitos de UTI Covid inferior a 70%. “O número de óbitos e casos registrados essa semana, se comparado com a última matriz, permanece estável”, disse.


Imagem: Divulgação/Secretaria de Estado da Saúde