InternetData CenterAssinante

Morte de ciclista motiva novos protestos em Criciúma

Manifestantes vão se reunir na Rua da Gente e pedalar até o Paço Municipal
Morte de ciclista motiva novos protestos em Criciúma
Foto: Rafaela Custódio/Arquivo Engeplus/Ilustrativa
Por Thiago Hockmüller Em 04/11/2021 às 15:55

Os ciclistas pedem socorro. E o pedido virá com nova manifestação programada para a noite desta quinta-feira, dia 4, após a morte do ciclista Anderson Araújo Burato, 30 anos, atropelado por uma caminhonete Volkswagen Amarok na noite dessa quarta-feira, no bairro Demboski em Criciúma. O motorista fugiu sem prestar socorro e o caso está sob investigação.    

A manifestação, programada às 19h30, deve reunir cerca de 50 ciclistas na Rua da Gente, ao lado do Parque das Nações. De lá eles vão pedalar até o Paço Municipal. “Precisamos de uma rota segura para podermos transitar. Não podemos usar calçada e a pista do amarelinho. Se dividir a pista de rolamento com os carros, também é inseguro. Vamos em silêncio até o Paço Municipal em respeito ao luto e também vamos distribuir balões pretos”, pondera a ciclista Lisi Oliveira, 33 anos.

Apelo ao poder público

A indignação de Lisi, assim como dos diversos ciclistas, está na lentidão do poder público em resolver problemas de mobilidade urbana, sobretudo na avenida Centenário. A ciclista explica que um projeto de revitalização contemplando ciclovia foi desenvolvido em parceria com a Unesc e apresentado ao município, porém foi recusado devido ao custo, avaliado como alto pela prefeitura.

“Esse projeto vem rolando há cinco anos. Seria uma ciclovia do terminal da Próspera até o Pinheirinho, próximo da Unesc. Sobre os acidentes com ciclistas, vem se tornando frequente na cidade de Criciúma e região, e o que mais nos revolta é que essas vítimas são na maioria das vezes pessoas voltando ou indo para o trabalho”, lamenta Lisi. 

De acordo com o comandante do 9º Batalhão de Polícia Militar (9º BPM), tenente-coronel Sandi Muris Sartor, o motorista responsável pelo atropelamento de Anderson Araújo Burato poderá responder por homicídio culposo (sem a intenção de matar) ou até por homicídio doloso (quando tem a intenção de matar), mas tudo dependerá das investigações da Polícia Civil.

Leia mais sobre: