InternetData CenterAssinante

Livro com reflexão racial é lançado para alunos do Colégio Unesc

História de
Livro com reflexão racial é lançado para alunos do Colégio Unesc
Foto: Daniela Savi/Unesc
Por Redação Engeplus Em 23/11/2021 às 11:50

Alunos do Ensino Fundamental do Colégio Unesc tiveram uma tarde especial nesta segunda-feira, dia 22. Eles participaram da contação de histórias e do lançamento do livro “Laís: Feridas Abertas”. O encontro fez parte da programação da IX Semana da Consciência Negra e foi realizado no Auditório Ruy Hulse, na Universidade. A ação foi organizada pelo Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros e Indígenas (Neabi), juntamente com a Secretaria de Diversidades e Políticas de Ações Afirmativas da Unesc.

A história em quadrinhos aborda o tema da formação dos estereótipos raciais nas crianças e foi contada pelas funcionárias da Biblioteca Central Professor Eurico Back, Maristela Constante e Andréia Vicente Antonio, por meio de slides. Enquanto elas apresentavam, as crianças estavam com olhares vidrados. Muito atentas. Na plateia se encontravam o autor, Marcello Zapelini, e o editor Reginaldo Arraes, do Estúdio Tanuki.

“O livro é o contato pelo olhar da Laís, uma menina branca, que tem uma amiga negra na escola e tenta entender porque a tratam de maneira diferente”, disse Arraes. “Queremos mostrar que as crianças não nascem preconceituosas, elas aprendem com as nossas atitudes. Todos somos iguais. Vale a pena a reflexão. É importante para as crianças, para os pais, para a escola”, comentou Zapelini.

A coordenadora no Neabi, professora Normélia Ondina Lalau de Farias, destacou a energia das crianças e a importância do debate com a escola. “Criança é isso, ela transmite o mais puro sentimento”, apontou. A coordenadora da Secretaria da Diversidade e Políticas de Ações Afirmativas da Unesc, Janaína Damásio Vitório, também salientou o papel do compartilhamento de informações. “Vocês têm papel fundamental. Gostaria muito que hoje, ao chegarem em casa, que mencionassem essa história da Laís, que faz parte de uma luta. Vocês estão aprendendo dentro do colégio o que é defender uma luta antirracista. Estou muito feliz em estarmos em uma instituição que promove esse debate com as crianças”, enfatizou.

A coordenadora do Ensino Fundamental do Colégio Unesc, Wânia Ramos, também sublinhou a importância da reflexão. “Eles ouviram atentamente a história e esse debate será refletido em sala de aula que é fundamental”, comentou.

Autógrafos

A pequena Maria Laura Mendes de Oliveira garantiu o seu exemplar ao final da contação de histórias. Ela ainda aproveitou e pediu autógrafos. O livro custa R$ 25.

Na quinta-feira, dia 25, finalizando a programação alusiva à Semana da Consciência Negra, o Neabi e a Secretaria de Diversidades protagonizam ainda uma atividade com estudantes do Colégio Cedup Abílio Paulo, sobre memórias da Trajetória do Professor Vilson Lalau e sua contribuição à escola.

Leia mais sobre: