InternetData CenterAssinante

Laboratório Búrigo amplia capacidade de processamento de exames clínicos com novos equipamentos

Empresa investiu mais de R$ 2 milhões nas novas máquinas
Laboratório Búrigo amplia capacidade de processamento de exames clínicos com novos equipamentos
Foto: Divulgação
Por Redação Engeplus Em 11/08/2021 às 18:30

Com mais de 100 mil exames processados todos os meses em seu Núcleo Técnico Operacional (NTO), o Laboratório Búrigo se posiciona como a terceira maior empresa de análises clínicas de Santa Catarina. A capacidade de gerar laudos com ainda mais velocidade e precisão aumenta a partir deste mês, diante da aquisição de cinco novos equipamentos importados dos Estados Unidos. Os investimentos nas novidades superam R$ 2 milhões.

Os mais robustos equipamentos servirão para o setor de bioquímica, o responsável pela maior parte dos exames da rotina do laboratório, (entre os principais estão colesterol, indicadores de funções renais, de hepatite e diabetes). A dupla de Beckman AU 680 oferece a possibilidade de processar uma média de 2 mil amostras por hora com entrega de resultados. 

“Além de todos os testes de bioquímica, estes dois equipamentos processam exames úteis para o diagnóstico e monitoramento de doenças do complexo imune, como o Lúpius Eritematoso Sistêmico (LES) e infecções, além de exames de imunoglobulinas IgA, IgG e IgM, que são anticorpos que atuam na defesa do nosso organismo”, relata o líder do setor Analítico do Laboratório Búrigo, o bioquímico Heverton Luiz Dalponte.

Também produzido pela norte-americana Beckman, o DXI800 consegue processar 800 exames por hora. A máquina especializada em testes relacionados à imunologia vai realizar as análises para apoio a diagnósticos de doenças infecciosas, distúrbios na tireóide, fertilidade, anemia, marcadores tumorais, análise cardíaca, hepatite, entre outras finalidades.

 

Novidades

Os primeiros equipamentos chegaram para substituir outros que cumpriam as mesmas funções, porém com tecnologia mais avançada. Há também equipamentos com vocações diferentes. O Phadia 200, específico para testes de alergia e autoimunidade, traz a possibilidade de, com uma única amostra, dosar diversos exames do gênero. 

“Doenças alérgicas se manifestam geralmente em sintomas respiratórios, como asma e rinite, reações na pele (dermatite e urticária), respostas gastrointestinais ou choque anafilático. Há mais de 200 alérgenos de importância clínica já identificados, como fungos,ácaros, parasitas, drogas, venenos de inseto, alimentos, gramíneas e pólen. Nosso novo equipamento fornece resultados precisos, com alta sensibilidade, especificidade e reprodutibilidade, baseado em padrões internacionais. É o que há de mais avançado em tecnologia na atualidade”, garante o bioquímico do Laboratório Búrigo.

Outra tecnologia nova oferecida em um dos equipamentos adquiridos nessa renovação de parque tecnológico, o Vesmatic 30 traz o VHS (velocidade de hemossedimentação). Trata-se de um tipo de exame utilizado para detectar inflamações ou infecções no organismo. O equipamento processa 30 amostras simultaneamente e entrega os resultados em 20 minutos, menos da metade do tempo da tecnologia anterior, conta Heverton.

 

Rotina sem parada

A renovação periódica do Núcleo Técnico Operacional constitui uma das premissas do Laboratório Búrigo, a fim de garantir a qualidade e a velocidade na entrega dos resultados para o apoio do diagnóstico médico, afirma o diretor da empresa, Renan Grijó Búrigo. “Nossa equipe fica 24 horas por dia, sete dias por semana e 365 dias por ano para atender as demandas de nossas unidades, além de clínicas e hospitais parceiros. Uma relação de responsabilidade e confiança que nos motiva a perseguir a excelência. Por isso procuramos trazer para a nossa região sempre o que há de mais avançado na medicina diagnóstica”, frisa.

A estrutura reforçada vai permitir com que aproximadamente 2 mil exames por mês deixem de ser terceirizados para laboratórios de grandes centros. “Uma pequena parte dos exames, que são muito específicos, não é analisada internamente. Depois de agosto vamos ultrapassar os 95% das demandas processadas no nosso NTO com os resultados entregues aos clientes no mesmo dia da coleta”, revela Renan Búrigo.

Colaboração: Assessoria de Imprensa - João Pedro Alves