InternetData CenterAssinante

Greve do Samu pode terminar nesta sexta-feira; OZZ Saúde fez nova proposta

Profissionais iniciaram a paralisação na última terça-feira
Greve do Samu pode terminar nesta sexta-feira; OZZ Saúde fez nova proposta
Foto: Divulgação
Por Rafaela Custódio Em 10/09/2021 às 07:47

O Sindicato dos Trabalhadores dos Estabelecimentos em Saúde de Criciúma e Região (Sindisaúde) divulgou na manhã desta sexta-feira, dia 10, que a greve do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de Criciúma e Araranguá pode encerrar ainda hoje pela manhã. A paralisação dos profissionais iniciou na última terça-feira, dia 7. 

Conforme o  presidente do Sindisaúde, Cleber Cândido, a empresa OZZ Saúde fez uma proposta para os trabalhadores. Na manhã desta sexta, às 11 horas, está marcado um ato no Parque das Nações, no bairro Próspera, e os profissionais serão informados sobre as negociações e deverão decidir sobre a continuidade ou encerramento da greve. "A proposta é a mesma que fizemos para a empresa antes de decretar greve", explicou Cândido. 

Os trabalhadores pedem reajuste salarial de 18,22% acumulado nos últimos quatro anos, além do pagamento de férias, Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e melhorias nas condições de trabalho. A OZZ Saúde chegou a apresentar uma proposta de reajuste de 4%, que foi rejeitada pela categoria. 

Leia mais

Secretário de Saúde é convocado para explicações sobre o Samu; CPI e greve são pautas nos bastidores
Com salários defasados, servidores do Samu definem esta semana se haverá greve
Servidores do Samu vão deflagrar greve a partir do dia 1° de setembro
‘Greve em serviço essencial é complicado’, afirma André Motta Ribeiro sobre paralisação do Samu
Sindicato e OZZ Saúde debatem hoje proposta para servidores do Samu
Trabalhadores do Samu decidem suspender greve
MPT reagenda audiência e greve do Samu segue suspensa
Greve no Samu segue suspensa após trabalhadores rejeitarem proposta da OZZ Saúde
Servidores do Samu deflagram greve por tempo indeterminado a partir de amanhã
Servidores do Samu deflagram greve nesta terça-feira; 50% do efetivo continua em atividade
Sem negociação, grevistas planejam reduzir efetivo do Samu
Sindisaúde pede bloqueio de contas da OZZ e Governo do Estado; protesto acontece amanhã

Leia mais sobre: