InternetData CenterAssinante

Fim das paralisações: após áudio de Bolsonaro, caminhoneiros encerram mobilizações no Sul de SC

Piquetes em Araranguá e Maracajá foram desfeitos após manifestação do presidente
Fim das paralisações: após áudio de Bolsonaro, caminhoneiros encerram mobilizações no Sul de SC
Foto: Thiago Hockmüller/Portal Engeplus
Por Thiago Hockmüller Em 09/09/2021 às 10:57

Manifestantes deram fim às mobilizações no trecho Sul da BR-101 na manhã desta quinta-feira, dia 9, após dois dias de protestos nas rodovias federais. O fim dos piquetes está ligado ao áudio do presidente Jair Bolsonaro pedindo que não haja bloqueios nas rodovias para não desestabilizar a economia, áudio referendado pelo ministro da Infraestrutura, Tarcisio de Freitas.

Ao Portal Engeplus, uma fonte ligada aos movimentos no Sul catarinense revelou que os caminhoneiros não esperavam a manifestação do presidente. E que o sentimento é de derrota após dois dias de bloqueios e protestos. “Tiramos o time de campo. Servimos café para o pessoal e cada um foi para o seu lado, é vida que segue. Não há ninguém trancando, é só entrar no caminhão e bater a chave. Desmobilizou e cada um foi para a sua casa e seguiu o seu trabalho”, disse.


Caminhoneiros foram 'liberados' para seguirem viagem. (foto: Thiago Hockmüller/Portal Engeplus)

STF e senado mais fortes

Os manifestantes pediam aprovação do voto impresso e auditável com contagem pública total dos votos, e destituição de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) “por crimes de lesa pátria, promover uma ditadura judiciária e por não respeitar a constituição”. O ministro Alexandre de Moraes era o principal alvo dos protestos, que iniciaram por volta das 6h30 da terça-feira, dia 7. A tendência era que nesta sexta-feira fossem parados de forma parcial veículos de passeio. A partir de sábado os manifestantes planejavam conversar com comerciantes em busca de apoio.

“O sentimento é de derrota, o povo brasileiro poderia ter ajudado, principalmente o presidente. Poderia não ter se manifestado, deixado o povo agir. Os manifestantes estão fazendo o trabalho correto, buscando algo a mais para o povo brasiliero. Independente de partido, o resultado viria para todos. Não teve mudança lá em cima, acredito que o STF e o Senado vão voltar muito mais fortes. Não temos nem noção de como vão voltar”, pondera.

O manifestante também disse que o apoio ao presidente Jair Bolsonaro está mantido, mas que não sabe se haverá manifestação em caso de abertura de processo de impeachment. Também refletiu sobre o resultado das manifestações e agradeceu caminhoneiros e demais envolvidos. 

“Unica coisa é o sentimento de derrota. O apoio continua, queremos um país melhor para todos. E vínhamos em uma batida para fazer um país melhor para nós, com todos dentro da democracia. Achávamos que não teria nada, que ele (Bolsonaro) ficaria nulo e deixaria acontecer ao natural até o ponto que esperávamos, que era mudança. Vamos ver agora com o pronunciamento dele se terá (mudança). Agradecemos um por um. Quero agradecer a todos, a atenção de todos, de coração, muito obrigado”, ponderou.

Abaixo, confira o vídeo do ministro Tarcísio de Freitas: