InternetData CenterAssinante

Carlos Moisés autoriza elaboração de projeto de extensão da Via Rápida até o Balneário Rincão

Estudos serão realizados pela Unesc e custeado pelo Governo de Santa Catarina
Carlos Moisés autoriza elaboração de projeto de extensão da Via Rápida até o Balneário Rincão
Foto: Divulgação
Por Lucas Renan Domingos Em 06/07/2021 às 13:45

O governador de Santa Catarina, Carlos Moisés, autorizou na manhã desta terça-feira, dia 6, a liberação de recursos para a elaboração do projeto de extensão da Via Rápida. O trecho, de aproximadamente oito quilômetros, receberá ciclovia e ligará a BR-101 ao Balneário Rincão. O investimento para realizar os estudos que serão desenvolvidos pela Universidade do Extremo Sul Catarinense (Unesc) é de R$ 684 mil.

O anúncio foi feito por Moisés em reunião com os presidentes das associações empresariais de Criciúma e de Içara. “É um dia histórico onde estamos concluindo um projeto iniciado em 2019, que é a extensão da Via Rápida entre a BR-101 e o Balneário Rincão. Vamos elaborar o projeto e depois partir para a execução desta obra que vai desenvolver em todos os sentidos a região”, comemorou o presidente da Associação Empresarial de Criciúma (Acic), Moacir Dagostin.

“[A obra] trará muitos benefícios não só para as cidades envolvidas no processo, mas para toda a região com o desenvolvimento econômico e conforto e segurança para os usuários da via”, acrescentou a presidente da Associação Empresarial de Içara (ACII), Adriana Oliveira.

O deputado estadual Luiz Fernando Vampiro, atualmente secretário de Educação de Santa Catarina, lembrou da importância da obra para o turismo regional. Vampiro acompanhou as obras da Via Rápida, já que era secretário de Infraestrutura do Estado na época de inauguração da rodovia.

“Uma reivindicação muito importante liderada pela Associação Empresarial de Criciúma. Será uma ligação de forma mais rápida de chegar ao Balneário Rincão. Há a construção de uma ponte sobre o Rio Araranguá e nós precisamos integrar dois pontos turísticos da nossa região com a BR-101. É uma reivindicação expressiva da comunidade empresarial e turística, como da população do Sul de Santa Catarina. Agora serão alocados os recursos para que a Unesc faça esse projeto de viabilidade e de execução da continuidade da Via Rápida”, avaliou.