InternetData CenterAssinante

Agente comunitária de saúde é a primeira pessoa imunizada contra a Covid-19 em Criciúma

Além de Adelaide Santiago, mais quatro pessoas já foram vacinadas no município
Agente comunitária de saúde é a primeira pessoa imunizada contra a Covid-19 em Criciúma
Foto: Thiago Hockmüller/Portal Engeplus
Por Rafaela Custódio Em 19/01/2021 às 12:39

Um dia histórico para Criciúma. Nesta terça-feira, dia 19, a Secretaria Municipal de Saúde vacinou a agente comunitária de saúde, Adelaide Santiago, de 61 anos. Ela é a primeira pessoa imunizada contra a Covid-19 na cidade. A imunização foi recebida por volta das 11 horas, no salão Ouro Nego, no Paço Municipal Marcos Rovaris. A cidade recebeu 2.294 doses da vacina Coronavac, fabricada pelo Instituto Butantan em parceria com a empresa chinesa Sinovac. 

A imunização chegou à Criciúma após 305 dias do primeiro caso confirmado no município. Para Adelaide, ser a primeira pessoa vacinada na Capital do Carvão traz esperança à sociedade.

Além de Adelaide, foram vacinados mais quatro profissionais da saúde, conheça as pessoas:

Maria Helena Queioz, de 55 anos - técnica enfermagem do Hospital São José (HSJ), representando todos os profissionais da saúde da linha de frente;

Vanilda Duarte da Silva, de 57 anos - higienizadora, representando os profissionais essenciais nesse momento de pandemia;

Douglas José Nazário, de 64 anos - fisioterapeuta, repsentando os profissionais da rede municipal;

Isoleia Romagna, de 51 anos - enfermeira do pronto atendimento Covid-19 da Unimed. 

Público-alvo nesta primeira fase em Criciúma 

Criciúma recebeu 2.294 doses, ou seja, todas serão aplicadas nesta primeira fase. A imunização será realizada em profissionais de saúde acima de 50 anos que estão na linha de frente no combate à Covid-19 e pessoas de 60 anos ou mais institucionalizadas. Já a segunda dose, deve chegar após 21 dias, com isso, a Secretaria Municipal de Saúde deve receber mais 2.294 doses. 

Para a Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina (SES) foram entregues, pouco mais de 144 mil doses foram recebidas e distribuídas para os municípios catarinenses. A Associação dos Municípios da Região Carbonífera (Amrec) recebeu 3.350 doses que foram distribuídas nas 12 cidades. 

Os primeiros a receberem a vacina em Santa Catarina foram o enfermeiro Júlio César Vasconcellos, que atua a quase 30 anos em Unidade de Terapia (UTI) na capital, o idoso João Cardoso, residente no Lar de Zulma, de São José, e a coordenadora da Comissão Guarani e liderança das terras indígenas da região do Morro dos Cavalos, Eunice Antunes.

Plano Estadual de Vacinação 

Nesta primeira etapa, conforme previsto no Plano Estadual de Vacinação, serão imunizados alguns grupos prioritários: trabalhadores da Saúde, pessoas acima de 75 anos, pessoas de 60 anos ou mais institucionalizadas e população indígena. Os detalhes dos locais, horários e logística de aplicação, a Prefeitura irá informar ao longo desta terça-feira. Em Criciúma, foi realizado um critério dentro do grupo prioritário em virtude da quantidade de doses. 

Pandemia do coronavírus 

Criciúma registrou desde o início da pandemia 19.584 pessoas infectadas, sendo que 18.739 estão recuperadas e 241 residentes da cidade morreram em virtude da doença. Atualmente 604 pessoas estão com o vírus de forma ativa. 

Já Santa Catarina chegou a 543.389 pacientes com confirmação de infecção pelo novo coronavírus, dos quais 518.701 estão recuperados e 18.769 permanecem em acompanhamento. O número foi divulgado na noite dessa segunda-feira, dia 18. A Covid-19 causou 5.919 óbitos no estado desde o início da pandemia. A taxa de letalidade atual é de 1,09%.

Pandemia ainda não acabou, alerta secretário de Saúde

Apesar da euforia da chegada da vacina, o secretário de Saúde, Acélio Casagrande, alerta a população que as medidas sanitárias continuarão a serem exigidas. Confira abaixo a entrevista com o gestor e fotos: